Ordem Pública / DEFESA CIVIL

23 de Agosto de 2023 17h01

Baixa umidade do ar requer cuidados com a saúde e com o ambiente, orienta Defesa Civil

23/08/2023

ELIANA BESS

Emanoele Daiane

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Defesa Civil, alerta a população sobre os cuidados que devem ser seguidos nessa época em que o clima está muito seco e a temperatura elevada. Para complicar ainda mais os problemas de saúde, há as queimadas que, mesmo proibidas, acontecem com frequência nesse período. Todas essas situações afetam a umidade do ar, que já oscila entre 30% e 20%, sendo que o ideal para a saúde humana é entre 60% e 80%, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Cuiabá é uma cidade tipicamente quente e temos períodos em que a temperatura castiga um pouco mais, como nesses meses do ano, sem chuva. A alternativa para amenizar continua sendo os cuidados diários, entre eles, evitar a prática de atividades físicas ao ar livre e a exposição ao sol entre as 10h e 16h, especialmente entre as 12h e 15h, considerando ser o período do dia com calor mais intenso”, destacou o diretor da Defesa Civil, Ozeias Souza de Oliveira.

Para as pessoas que não conseguem ficar sem praticar uma atividade, a dica é a natação. Essa prática, além de atenuar o calor, é permitida e pode ser prazerosa mesmo em horários de sol forte, desde que a estrutura seja adequada.

Outra orientação que contribui para amenizar o clima quente e seco é ingerir bastante líquidos. E nesse quesito entram água, sucos naturais, frutas que contêm mais líquido como melancia, melão, maçã, laranja, uva, tangerina, manga, caju, chás, entre outros.

Os cuidados abrangem também a alimentação, especialmente para manter o corpo mais hidratado, comendo alimentos mais leves, como saladas e legumes. Lembrando que quanto mais água contiver nos legumes, melhor o resultado. Entre eles destacam-se o tomate, chuchu e abobrinha. E é recomendado evitar produtos industrializados e enlatados.

Para melhorar o processo de umidificação do ar nos espaços fechados, a alternativa é espalhar vasilhas ou baldes com água nos ambientes e toalhas molhadas nas janelas. Se tiver um umidificador de ambiente, facilita ainda mais.

Em casos mais graves de desconforto ou dificuldade na respiração, a orientação é buscar auxílio médico imediatamente.

O trabalho da Defesa Civil, que é vinculada à Secretaria Adjunta de Apoio à Segurança da Secretaria de Ordem Pública, envolve auxiliar no combate a queimadas, captura de animais, desobstrução de vias e vistoria em áreas de risco.

QUEIMADAS

O período proibitivo para queimadas vai até 31 de outubro, portanto não é permitido colocar fogo nem mesmo em lixo e folhas secas dos quintais. Deve ser feito o recolhimento em sacos apropriados para a coleta, que é feita por caminhões que recolhem o lixo.

Segundo o diretor da Defesa Civil, o que prevalece é a conscientização das pessoas. “Buscamos conscientizar a população para ajudar nesse processo, evitando até mesmo jogar bitucas de cigarro, pois uma faísca é suficiente para provocar queimadas de grandes proporções e, até mesmo, fora de controle. Em casas com quintais, manter limpo e juntar em sacos para que seja recolhido pelos caminhões de lixo”, pontuou.