Quinta, 14 de outubro de 2010, 17h17
A- |  A+

Saúde

Vacinação de cães e gatos contra raiva é suspensa preventivamente em todo o país


Uma decisão do Ministério da Saúde datada da última quinta-feira (07-10) suspendeu preventivamente as campanhas de vacinação de cães e gatos contra raiva animal em todo o país, incluindo Cuiabá. A decisão foi tomada após resultados preliminares de investigação laboratorial informados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

De acordo com a veterinária do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Kelly Malhado, em Cuiabá não houve registro de mortes de animais em decorrência da vacinação. Segundo Kelly, apenas dois casos de morte foram comunicados ao CCZ, de um gato e de um cachorro. “Mas como não fomos notificados oficialmente e não tivemos acesso aos restos desses animais para análise e necropsia, não temos como afirmar que foi em decorrência da vacina” destacou a veterinária.

Os animais que já foram vacinados e não apresentaram efeitos colaterais há mais de 72 horas não estão em situação de perigo. Até decisão contrária do Ministério da Saúde, está suspensa a vacinação anti-rábica animal em Cuiabá.

VACINA

A vacina que está sendo analisada é a RAI-PET®, produzida pelo laboratório Biovet, que desde 2003 tem registro no MAPA – responsável pela realização de testes de qualidade nas vacinas utilizadas
em animais. Para a campanha de vacinação antirrábica em cães e gatos de 2010, o Ministério da Saúde comprou 30,9 milhões de doses da vacina, por R$ 23,4 milhões.

Desse total, 22,6 milhões de doses  já foram distribuídas aos estados. Atualmente, o Ministério da Saúde tem 7,3 milhões de doses da vacina
em estoque. Com a recomendação de suspender a campanha, as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde devem manter as vacinas acondicionadas em ambiente refrigerado, entre 2 e 8 graus centígrados, até a conclusão dos estudos em andamento.

A RAIVA

A raiva é uma doença viral transmitida ao homem quando um animal infectado o morde, lambe ou arranha. Os principais transmissores são cães, gatos, saguis e morcegos. Como não é possível imunizar animais que vivem na natureza, a campanha de vacinação de cães e gatos é a principal forma de prevenir os casos da doença em humanos, que tem letalidade altíssima, próxima de 100%. Somente três casos no mundo conseguiram sobreviver – um deles foi um rapaz do interior de Pernambuco, em 2008.

Em Cuiabá, entre os anos de 2005 e 2009, foram notificados 17 casos de raiva animal, sendo cinco casos de raiva canina em 2005; cinco casos de raiva em quirópteros (morcegos) em 2006; um caso de raiva em canino, dois casos de raiva em bovino e um caso de raiva em eqüino no ano de 2007; um caso de raiva em quiróptero com agressão humana em 2008 e  dois casos de raiva bovina em 2009.

 

Maiores informações:
3617-7379 / 9976-2555

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá