Quarta, 05 de outubro de 2011, 17h44
A- |  A+

Saúde

Secretaria de Saúde de Cuiabá alerta para aumento nos casos de dengue


Foto:Walter Machado/PMC

Clique para ampliar

Os casos de dengue em Cuiabá, na comparação com o mesmo período do ano passado, tiveram uma redução de 75%. Mesmo assim, os levantamentos realizados semanalmente, indicam que os índices ainda estão bem acima do recomendado pelo Ministério da Saúde (MS). O aumento de casos registrados nas últimas semanas colocou as autoridades sanitárias do município em estado de alerta. A proximidade do período chuvoso e a grande possibilidade de introdução do vírus tipo 4 no Estado, aumentam essa preocupação.

Em entrevista coletiva, realizada na tarde desta quarta-feira (05-10), o secretário-adjunto de Saúde, Euze Carvalho e técnicos da Vigilância Sanitária, mostraram a situação da dengue na capital e destacaram que, sem a participação efetiva da população, “é grande o risco de uma epidemia na cidade”.

O índice médio de infestação larvária na capital está em 3,2%. O MS classifica como satisfatórios índices que variam de 0,00 a 0,99%. A partir de 4% já é considerado como epidemia. Os bairros, Bela Marina, Dom Aquino, Jardim Paulista, Praieirinho e São Mateus apresentaram índices de infestação superiores a 6%, conforme o último levantamento realizado em setembro, o que implica em ações emergenciais de bloqueio à proliferação do Aedes Aegypti e de conscientização e envolvimento da comunidade. 

Dos 251 bairros monitorados pelos agentes de saúde, apenas 11 (Coxipó da Ponte, Chácara dos Pinheiros, Parque Ohara, São José, Altos do Coxipó, Jardim dos Ipês, Tijucal, São Francisco, CPA II e CPA III) apresentaram índices satisfatórios no levantamento deste mês.

Euze Carvalho destacou o empenho da prefeitura na tarefa de quebrar a cadeia de proliferação do mosquito e prevenir a transmissão da doença. Para fazer controle vetorial, um contingente de 303 agentes de saúde ambiental atua nas ruas e bairros da cidade. Só este ano, foram visitados 1.167.654 imóveis, inspecionados 3.566.239 depósitos e tratados 154.125 focos da doença.

O secretário-adjunto lembrou que o só esforço do Município não é suficiente para o controle da dengue. “É preciso que a população colabore mais”. Segundo ele, 87% dos focos de dengue localizados pelas equipes da SMS estão dentro das casas e quintais dos moradores.

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá