Segunda, 24 de junho de 2013, 16h32
A- |  A+

Procuradoria Geral

Justiça determina bloqueio de R$ 9,6 mi para pagamento de dívida municipal


Tchélo Figueiredo

Clique para ampliar

O juiz Márcio Aparecido Guedes, da 2ª Vara da Fazenda Pública, determinou a penhora de R$ 9,6 milhões do Banco do Brasil, referentes a débitos desde 2003 de Imposto Sobre Serviços (ISS) com a Prefeitura de Cuiabá.

A ação foi movida pelos procuradores César Campos e Lilian Modesto, que integram o Núcleo de Atuação das Grandes Execuções Fiscais, da Procuradoria do Município.

“A Prefeitura de Cuiabá está fechando o cerco contra os maiores devedores de impostos municipais. São mais de R$ 100 milhões de impostos devidos, entre IPTU e ISS, e o Núcleo está trabalhando para que esses valores sejam quitados e revertidos em obras que irão beneficiar a população cuiabana”, afirmou o procurador-geral de Cuiabá, Rogério Gallo.

Segundo o procurador, o próximo passo da Prefeitura de Cuiabá será encaminhar nesta semana à Câmara de Vereadores o projeto de lei que institui o Fundo de Depósitos Judicias e garantir o depósito imediato de 50% do valor da penhora na conta-corrente da Prefeitura.

Em abril, o prefeito Mauro Mendes entrou com ação judicial contra os 500 maiores devedores da Capital. Até o final de 2013, todos os devedores serão notificados, através da Justiça ou de campanhas para renegociação da dívida.

No mês de maio, foi protocolado no Cartório do 4º Serviço Notarial de Cuiabá o pedido de protesto dos 100 maiores devedores. O protesto de dívidas públicas é regulamentado pela Lei 12.767/2012, que define que qualquer débito tributário pode ser protestado em cartório.

“Estamos utilizando todos os instrumentos legais para garantir que estes devedores paguem suas dívidas. Iremos cobrar inicialmente os maiores e estamos fazendo isso em respeito àqueles que pagam seus impostos corretamente”, diz o prefeito Mauro Mendes.

Além da penhora determinada pela 2ª Vara de Fazenda, a Justiça também já bloqueou mais de R$ 8 milhões das contas de devedores para que as dívidas sejam quitadas. O bloqueio é referente a processos antigos, que estavam parados.

“Antes não existia critério – e processos com valores inferiores tinham a mesma atenção que os grandes. Isso tirava o foco do trabalho. Vamos cobrar todos aqueles que devem, mas as maiores dívidas serão as primeiras”, detalhou Rogério Gallo.

Somente a dívida dos 500 maiores devedores soma R$ 28,9 milhões (recurso que o Município deixaria de receber caso essas dívidas não fossem ajuizadas). Rogério Gallo afirma ainda que todos os que possuem dívidas com a administração municipal serão cobrados.

Enviar Matéria Imprimir Voltar
Matéria(s) relacionada(s):
  • Cuiabá tem despesa menor que receita e cumpre Lei de Responsabilidade Fiscal

  • Prefeitura de Cuiabá consegue a penhora de R$ 1,2 milhão de dívida

  • Procuradoria Fiscal terá atendimento em horário diferenciado nesta quarta

  • Prefeitura inicia fiscalização a estabelecimento de prestação de serviços

  • Mauro Mendes entrega prêmios aos sorteados da Nota Cuiabana

  • Cuiabá economizará R$ 2 milhões por mês com novo indexador

  • Prefeitura de Cuiabá negociou mais de R$ 27 milhões com Mutirão

  • Prefeitura apresenta Relatório de Gestão Fiscal em audiência pública

  • Mutirão da Conciliação superou as expectativas, diz procurador

  • Justiça Federal garante repasse de recursos a Cuiabá

  • Prefeitura ingressa com ação para garantir recursos federais

  • Mutirão da Conciliação Fiscal é prorrogado até a próxima semana

  • Prefeitura realiza Mutirão da Conciliação no bairro Dom Aquino

  • Mutirão da Conciliação segue até sábado no CPA I

  • COLETIVA - Mutirão da Conciliação

  • Contribuintes podem negociar suas dívidas com a prefeitura a partir do dia 15

  • Mauro Mendes defende Reforma Fiscal e revisão do Pacto Federativo

  • Justiça determina bloqueio de R$ 9,6 mi para pagamento de dívida municipal

  • Prefeitura apresenta propostas para solução de TAC

  • Prefeitura de Cuiabá retoma programa de incentivos fiscais

  • Prefeitura de Cuiabá inicia a informatização de processos fiscais

  • Prefeitura de Cuiabá vai informatizar processos fiscais

  • Procuradoria fiscal de Cuiabá passa por reforma para melhor atendimento à população

  • SUGESTÃO DE PAUTA: Procuradoria Fiscal de Cuiabá será inaugurada hoje (27-12)

  • Munícipes podem quitar dívida de IPTU com desconto

  • SUGESTÃO DE PAUTA: Solenidade de abertura da Semana de Conciliação será nesta quarta-feira

  • SUGESTÃO DE PAUTA: Contribuintes de Cuiabá com execuções fiscais podem quitar débitos com desconto a partir de quarta-feira

  • Semana de Conciliação: contribuintes de Cuiabá terão até 90% de desconto para quitar débitos com município

  • Missa de sétimo dia

  • Fernando Biral, prefeito em exercício de Cuiabá, visita presidentes do MPE e TJ

  • Procurador Fernando Biral, prefeito em exercício de Cuiabá, recebe visita da diretoria da OAB-MT

  • Procurador geral de Cuiabá prestigia posse da diretoria do Foro do Tribunal Regional Federal

  • Liminar proíbe novos cortes de energia na Sanecap

  • SUGESTÃO DE PAUTA - Entrevista coletiva do procurador Geral do Município de Cuiabá

  • Cuiabanos já podem negociar débitos na Semana da Conciliação

  • Contribuintes de Cuiabá poderão negociar dívidas durante a Semana de Conciliação

  • SUGESTÃO DE PAUTA - Prefeitura de Cuiabá e TJMT firmam parceria visando a conciliação fiscal

  • SUGESTÃO DE PAUTA - Prefeitura de Cuiabá e TJMT firmam parceria visando a conciliação fiscal

  • Resultado das audiências públicas no edital de concessão dos serviços de água e esgoto de Cuiabá

  • Controle Social: um esforço de todos

  • Procuradoria Fiscal inicia distribuição das ações de execução dos inscritos na dívida ativa

  • Procuradoria Fiscal de Cuiabá supera meta de recuperação de tributos em atraso

  • Procuradoria Fiscal auxilia o munícipe a ficar em dia com seus tributos

  • Praça Alencastro, nº 158 - Centro

    CEP: 78005-906

    Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

    © 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá