Sexta, 27 de janeiro de 2017, 16h10
A- |  A+

Secretarias / ECONOMIA

Prefeitura e Fiemt discutem o fortalecimento da relação institucional


O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, participou nesta sexta-feira (27) da reunião mensal organizada pela diretoria da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), na sede da instituição. O primeiro encontro com os empresários após assumir a Prefeitura é também o primeiro passo desta gestão no estreitamento da relação entre o setor produtivo e o Executivo Municipal, buscando criar um ambiente favorável aos negócios e a geração de emprego e renda, o que consequentemente refletirá no aumento da arrecadação.

Após fazer uma rápida explanação sobre os primeiros atos da gestão, Emanuel respondeu a uma bateria de perguntas dos empresários. Começando pelo presidente da Federação, Jandir Milan, que reforçou a necessidade da parceria com a Prefeitura de Cuiabá, por meio do Serviço Nacional da Indústria de Mato Grosso (Senai-MT), que faz parte do sistema S. “Acho que mais do que se preocupar em fazer cursinho pré-vestibular, temos que fazer o Município andar. Portanto, vamos dar continuidade ao que já está posto”, sinalizou, ao se colocar à disposição. “Conte conosco!”.

Milan também falou sobre o custo Cuiabá, ou seja, o conjunto de dificuldades estruturais, burocráticas e econômicas que encarecem os investimentos na cidade. Para ele, é preciso pensar em mecanismos e soluções para diminuir especialmente a burocracia, destravando a máquina pública. “Quando escolhi o engenheiro civil, Juarez Samaniego, para assumir a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, o fiz atribuindo também a ele tal responsabilidade. Não podemos deixar o investidor aguardando meses a liberação de um simples Alvará”, ponderou Emanuel.

Sob mesma premissa, o prefeito destacou a criação do Comitê de Eficiência dos Gastos Públicos e que é prioridade a conclusão de obras que foram iniciadas nas gestões anteriores e não foram finalizadas. Antes de começar novas obras, a Prefeitura Municipal entregará dezenas de construções de equipamentos públicos que estavam abandonadas. “Acho isso um desrespeito ao dinheiro público e à população que trabalha e paga os seus impostos. Não vou admitir isso”.

Para o presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil de Mato Grosso (Sinduscon-MT), Júlio Flávio Campos de Miranda, a proposta é louvável. “Cuiabá é a segunda cidade com maior dificuldade de aprovação de projetos. Queremos marcar uma reunião para discutir alguns pontos que podem ajudar a destravar a máquina. Além disso, quero aproveitar para te parabenizar pela atitude em relação às obras paralisadas. É muito importante para a população, assim como para nós empresários”.

Além deste, outro assunto abordado pelos industriários é a situação da concessão dos serviços de água e esgoto da Capital, hoje sob a responsabilidade da Companhia de Água e Abastecimento (CAB Ambiental), assim como da iluminação pública. Em resposta, Pinheiro lembrou dos Decretos baixados logo no primeiro dia de mandato, dentre eles o que pedia a avaliação detalhada da conformidade dos contratos de concessão de saneamento e da Parceria Público Privada (PPP) da iluminação, que visam entender a construção jurídica e administrativa de ambas.

Além dos diretores da Fiemt e do prefeito, participaram do encontro os secretários Municipais de Planejamento, Zito Adrien, de Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Vinicius Hugueney, e de Comunicação Social, José Roberto Amador. Na oportunidade, Emanuel colocou os chefes das respectivas pastas à disposição dos empresários e solicitou um encontro, com data a ser definida para o próximo mês de março, com toda sua equipe de secretários. 

 

 

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá