Terça, 09 de novembro de 2010, 15h00
A- |  A+

Obras Públicas

Cuiabá terá caminhões especiais para coleta seletiva do lixo


Foto: Otmar de Oliveira

Clique para ampliar

A reestruturação da Usina de Compostagem de Lixo é apenas uma parte do amplo trabalho que a Prefeitura de Cuiabá vai fazer para aprimorar a coleta e o tratamento do lixo da capital. Fazem parte deste esforço, também, a reestruturação do Aterro Sanitário e o lançamento do edital de licitação para contratação da nova empresa de coleta de lixo de Cuiabá. Isso tudo, com a finalidade de melhorar o tratamento e a destinação do lixo e resíduos produzidos na capital e assim preservar o meio ambiente.

O prefeito Chico Galindo informou que o edital de licitação será disponibilizado ainda hoje, por meio do site da prefeitura e que amanhã será publicado nos jornais da capital. A novidade do edital é a previsão de dois caminhões destinados à coleta seletiva do lixo, a chamada coleta ou reciclagem seca, que recolhe apenas o lixo que pode ser reciclado. Galindo explicou que o processo é experimental, mas o primeiro passo para implantar o sistema completo de coleta seletiva do lixo em Cuiabá.

O prefeito Chico Galindo mostra entusiasmo com o projeto e explica que “a Prefeitura está analisando a melhor forma de fazer a coleta seca. A previsão inicial é que seja feita em alguns pontos específicos da cidade, como condomínios por exemplo”, destaca. Mas, para que o seja realizada de forma correta e eficiente, é necessário a colaboração da população, que precisa adquirir o hábito de separar ainda nas residências o lixo que pode ser reciclado.

Toda a população de Cuiabá produz diariamente 500 toneladas de lixo, o que significa aproximadamente um quilo de lixo por habitante, muito acima da média nacional, que é de 0,5 a07 quilos por habitante. Com a reciclagem, cada vez menos material será depositado no Aterro Sanitário, que no futuro poderá ser destinado a receber lixo orgânico. E até mesmo o lixo orgânico pode ser aproveitado, podendo ser transformado em adubo. Se todo o ciclo for completo, o lixo pode gerar até energia elétrica.

O Aterro Sanitário, que agora é administrado pela Sanecap, também está recebendo um tratamento especial. Uma das ações, por exemplo, é a destinação do chorume, que formou uma espécie de lagoa no local. São mais de oito mil metros cúbicos de chorume, que passarão por tratamento na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE Dom Aquino). Depois do tratamento, o resíduo tratado poderá ser devolvido aos rios, assim como é feito com o esgoto doméstico. No local onde está a “lagoa de chorume” será instalada uma nova célula do Aterro Sanitário.

 Toda esta atenção e cuidado com a coleta e tratamento do lixo de Cuiabá foi elogiada pelo juiz da Vara do Meio Ambiente de Cuiabá, José Zuquim Nogueira. Ele também elogiou o fato do prefeito Chico Galindo ter convidado a imprensa e os representantes da Justiça para conhecerem as instalações da Usina de Compostagem e do Aterro Sanitário. “Isso representa um imenso ganho ambiental para a capital. O prefeito está dando total transparência à suas ações, ao mostrar para a sociedade o que pretende fazer”.

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá