Quarta, 22 de janeiro de 2014, 16h20
A- |  A+

Mobilidade Urbana

Prefeitura define estratégias para reforçar Operação Lei Seca


Tchélo Figueiredo

Clique para ampliar

A Prefeitura de Cuiabá, em parceria com os segmentos da Segurança Pública, Saúde e Poder Judiciário do Estado vai intensificar os trabalhos de atuação na Operação Lei Seca neste ano. O reforço da força-tarefa foi discutido nesta quarta-feira (22), durante uma reunião da Câmara Temática de Trânsito do Grupo de Gestão Integrada Estadual.

A primeira operação será realizada ainda este mês, em pontos estratégicos de Cuiabá. Durante a reunião ficou estipulada a elaboração de uma agenda para que a operação ocorra a cada 15 dias, além da montagem de um projeto de execução que inclui a criação de comitês, sendo um no formato Operacional e outro de Prevenção. Este último envolve ações de conscientização por meio de campanhas, folhetos explicativos e blitz.

Vão integrar os comitês equipes da Polícia Militar, Polícia Civil, Ministério Público, Batalhão de Trânsito, Associação das Famílias e Vítimas de Acidentes de Trânsito, Polícia Rodoviária Federal, Politec, Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso (OAB-MT), Detran, Comitê Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTU) e Sincor.

Um levantamento do Batalhão Municipal de Trânsito aponta que em 2013, foram efetuadas 17 mil notificações e 214 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) foram apreendidas. A Operação Lei Seca realizada no ano passado em Cuiabá foi finalizada com 550 notificações urbanas e 11 veículos apreendidos.

Para a próxima semana está prevista uma segunda reunião, que vai definir o planejamento estratégico de cada setor, os locais em que serão realizadas as operações, assim como a logística adotada para intensificar os trabalhos de orientação e notificação dos condutores.

No entanto, para a primeira operação Lei Seca de 2014, a ideia é desempenhar um trabalho de atuação nos moldes da blitz realizada frequentemente no Rio de Janeiro. De acordo com a comandante do Batalhão de Trânsito, major Grasielle Bugalho, a Lei Seca precisa de um trabalho multidisciplinar para que se consolide.

“A principio pretendemos montar as estruturas, trazer a sociedade civil organizada para o nosso lado, mostrar que uma vida que você salva, uma pessoa que deixa de ser lesionada, são uma economia muito grande para o Estado e um ganho para as famílias“, disse a major.

Seguindo esta linha de avaliação acerca da operacionalização, o secretário-adjunto da SMTU, Thiago França, avalia que a melhor forma de se solucionar este problema é colocar as equipes nas ruas e iniciar os trabalhos na prática.

A efetivação da Operação Lei Seca é uma necessidade para Cuiabá. Atualmente a cidade é considerada a 9ª capital do país onde as pessoas mais consomem bebida alcoólica, e a primeira do Centro-Oeste. “Sem dúvidas, a integração entre os órgãos se faz importante para que a gente possa desenvolver ações com excelência”, afirmou o secretário.

O presidente da Associação das Famílias e Vítimas de Violência no Trânsito, Heitor Reys, destacou a importância das linhas de atuação. “Todos os órgãos estão unidos para um mesmo fim, conscientização e repressão. Não podemos perder a oportunidade de lutar por um trânsito melhor, porque isso repercute em toda a sociedade, principalmente dentro de casa”.

Enviar Matéria Imprimir Voltar
Matéria(s) relacionada(s):
  • Vinte pessoas são presas por dirigir embriagadas em Cuiabá

  • Mais de 150 fizeram teste do bafômetro

  • Operação Lei Seca contará com agentes de trânsito em Cuiabá

  • Prefeitura define estratégias para reforçar Operação Lei Seca

  • Nota à Imprensa

  • Prefeitura apreende 20 moto-taxis clandestinos em três dias de operação

  • Operação de combate a queimadas começa neste sábado em Cuiabá

  • Mauro Mendes demite dez servidores acusados pela Operação Impostor

  • COLETIVA - Operação Impostor

  • Servidores suspeitos de envolvimento em fraude tributária prestam depoimento

  • Fiscalização para coibir irregularidades no trânsito é permanente

  • Famílias que sofreram com enchentes recebem benefícios na "Operação São Francisco"

  • "Operação São Francisco" oferece atendimento emergencial a famílias de baixa renda

  • Prefeitura começa a fiscalização de mototáxis e vans clandestinos

  • Secretaria de Assistência Social inicia Operação Curumim nesta sexta

  • Prefeitura de Cuiabá vai aprofundar investigações sobre fraude no sistema tributário

  • Operação Ágape: 24 pessoas foram encaminhadas para o Centro de Triagem

  • Operação Ágape é deflagrada para atender população em situação de rua

  • Operação Urbana Consorciada irá revitalizar área da "nascente da Prainha"

  • SMTU faz balanço da Operação Voltas às Aulas

  • Começa hoje a Operação volta às aulas

  • Prefeitura é parceira de projeto de combate ao tráfico de drogas em Cuiabá

  • Prefeitura atende moradores de rua em Abordagem Solidária

  • Prefeitura desenvolve projeto para pessoas que vivem nas ruas

  • SMTU fiscaliza e multa veículos sobre calçadas na av. Carmindo de Campos

  • Prefeitura de Cuiabá lança "Operação Rota do Entulho"

  • Praça Alencastro, nº 158 - Centro

    CEP: 78005-906

    Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

    © 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá