Segunda, 28 de maio de 2012, 16h37
A- |  A+

Governo

Primeira-dama de Cuiabá Norma Sueli Galindo participa da tradicional Festa do Senhor Divino



A tradicional Festa do Senhor Divino 2012 terminou no domingo (27-05) com a realização da missa, procissão e a grande quermesse, onde foram servidas comidas típicas cuiabanas. O festejo contou com a presença da primeira dama de Cuiabá, Norma Sueli Galindo e secretários municipais, que além do baile promovido na sexta-feira (25-05), também compareceram às cerimônias religiosas realizadas ontem. 

A Festa do Senhor Divino é um momento de reafirmação e valorização da fé e da cultura cuiabana. O evento é promovido pelas tradicionais famílias da capital, que trabalham arduamente para todos os anos realizar uma linda festa.

A Festa teve início no dia 15 de maio. Na ocasião, a primeira-dama recebeu a Bandeira do Divino no Palácio Alencastro (sede da prefeitura). “Naquele dia, já senti uma grande emoção. Ver a bandeira, a coroa e os festeiros em um prédio público, a sede da prefeitura de Cuiabá, foi um momento de forte emoção”.  

No sábado (25-05), no baile realizado no Hotel Fazenda Mato Grosso, Norma Sueli Galindo foi recebida pelo imperador e imperatriz da Festa, Apolônio Bouret de Melo Filho e Enil Pereira de Souza Moraes. “Foi uma festa linda, que celebrou a fé e a cultura cuiabana. Uma celebração religiosa com muita alegria. Esta é uma característica do cuiabano, louvar a Deus com muita devoção e muita alegria”.

Ao baile, também compareceram as secretárias municipais de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, Regina Kaezer, de Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Tânia Mattos, de Turismo, Tânia Barteli, da secretária adjunta de Educação, Cilene Maciel e da chefe de Gabinete do Prefeito Francisco Galindo, Julieta Domingues.

Já no domingo, a primeira-dama participou com emoção de todas as manifestações religiosas, começando com a missa, seguida a procissão, a homilia proferida pelo Arcebispo de Cuiabá, Dom Milton Santos. Norma Sueli Galindo ficou especialmente tocada com a execução do hino e as homenagens à bandeira do Senhor Divino.

Com formação católica, a primeira-dama disse que todo o ritual da missa a fez “retornar” a sua infância. “Os cânticos, o hino, as vestimentas, tudo lembrou minha infância, quando morava perto da igreja e ouvia o sino badalando. Foi como voltar àquele tempo. Emocionante”. “A fé é algo que nos fortalece, que nos ajuda a seguir adiante. Acreditar que tudo que nos acontece está determinado por Deus, por Jesus Cristo, nos dá forças”.

Após as celebrações, a primeira-dama acompanha de representantes da prefeitura de Cuiabá fez questão de visitar as barracas mantidas pelas famílias cuiabanas e participar do jantar típico.

A primeira-dama disse que ficou impressionada com inúmeras coisas na celebração, entre elas a grande participação de crianças e jovens, tanto na missa e procissão quanto na quermesse. Para ela, isto representa a manutenção da tradição da Festa do Senhor Divino, pois as novas gerações já estão envolvidas na organização dos Festejos.  “É uma festa linda. Precisamos lutar e trabalhar para que ela se mantenha por muito tempo. As tradições são necessárias para termos um futuro melhor”.

História

Durante 10 dias os festeiros do Senhor Divino percorreram as principais ruas e avenidas de Cuiabá, recolhendo donativos e distribuindo a bênção, por meio da Bandeira e coroa do Senhor Divino.

O Divino Espírito Santo começou a ser festejado em Portugal no início do século XIV. Os festejos surgiram no Brasil nos tempos coloniais, no reinado de Dom João VI No século XVII espalhou-se por todas as colônias portuguesas.

A Festa do Divino tornou-se tradicional e se cristalizou em estados como Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Mato Grosso e Goiás. Curiosamente, a denominação de imperador, para o principal festeiro do evento, originou-se do fato de Dom Pedro I ter sido Imperador e não Rei do Brasil.

Em Cuiabá, nas primeiras décadas do século passado, a cidade chegou a ter duas festas do Divino Espírito Santo: uma do bairro do Porto e outra da Catedral, com poucos dias de diferença uma da outra. Em meados da década de 30, a Festa do Divino foi unificada e, na memória dos cuiabanos mais antigos ainda resistem às imagens das festas que aconteciam no Campo D’Ourique, com direito a touradas, local onde atualmente está sediada a Câmara Municipal de Mato Grosso.

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá