Quinta, 05 de julho de 2012, 15h26
A- |  A+

Educação

Secretaria de Educação de Cuiabá inaugura "Biblioteca Consciente"


Jorge Pinho - SME

Clique para ampliar


A partir de hoje (05-07), diretores, coordenadores pedagógicos e professores da rede de ensino da capital terão um espaço na Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá (SME) dedicado exclusivamente à cultura, à arte e ao entretenimento.
 

A iniciativa é da coordenação das Bibliotecas Saber Com Sabor, com a implementação do projeto “Mais Saberes – Biblioteca Consciente”, que visa de estimular o gosto pela leitura por meio de empréstimos de livros de diversos gêneros, como literatura, histórias em quadrinho e conhecimentos gerais. 

Segundo a coordenadora das bibliotecas Saber com Sabor, Edvair Pereira Alves, o sistema de empréstimo não terá regras. “Qualquer pessoa pode pegar o livro, levar para casa e, quando terminar de ler, devolve. Não haverá cadastro porque, como o próprio nome do projeto diz, queremos trabalhar com a consciência das pessoas. Dessa forma, a leitura deve ser democratizada. Se eu pego o livro e não devolvo, não dou a oportunidade a outros de lerem”, explica. 

A coordenadora destaca ainda que a população é a maior beneficiada com os espaços que oferecem acesso à leitura, cultura, arte e lazer, como as bibliotecas municipais. “A leitura é alimento para o espírito e a cabeça, pois abre as portas do universo, da imaginação. Isso pode mudar a história de uma pessoa”. 

Na opinião da secretária adjunta de educação do município, Cilene Maciel, o ponto inaugurado é atraente e estimula a curiosidade das pessoas que entram na sede da Secretaria. “É um ambiente que tem um impacto visual muito interessante, que fará com que os que aqui trabalham e os que aqui passam se interessem ainda mais pelos livros”. 

A secretária também avaliou que, como o Brasil é um país ‘acanhado’ no que se refere ao estímulo à leitura, todos os espaços que possuem essa proposta devem ser divulgados e valorizados. 

“Percebemos o interesse das pessoas pela face iluminada”, afirmou a professora e funcionária da Secretaria de Educação, Carmem Cinira Siqueira, ao falar da nova possibilidade de cultura e entretenimento no ambiente de trabalho. 

O acervo do “ponto da leitura”, como está sendo denominado o espaço que ficará no saguão de entrada da secretaria, conta com cerca de 200 livros doados pelas pela comunidade. 

Escritores mato-grossenses 

Também estiveram presentes ao evento os escritores Moisés Martins, Beto Maia e Ivan Belém, que promoveu uma manhã de autógrafos no lançamento do livro ‘Baia de Chocororé’. 

A obra é pautada no personagem de um artista africano que conta histórias do seu povo e a contribuição desse conjunto de valores para a diversidade cultural pantaneira. As narrativas giram em torno da Baía de Tchá Mariana, por meio de representações da natureza e das expressões culturais de origem negra. “É o negro contando a história do negro, trazida pela tradição oral, contada de geração em geração”, revelou o autor. 

O também escritor mato-grossense Moisés Martins, autor de obras como “Cuiabá de Trancas e Tramelas” e da canção “Pixé”, chamou a atenção dos espaços da biblioteca que disponibilizam a cultura regional para os estudantes e para a população em geral. “Sabemos da dificuldade que muitos têm de valorizar a educação e a cultura, pois não entendem a sua importância. Espaços como esse e o trabalho dos professores contribuem para que essa realidade se transforme”. 

Foi trabalhando em uma das unidades da Biblioteca Saber com Sabor que Beto Meyer escreveu “As Crônicas de Meyer”, que retrata o cotidiano de Cuiabá utilizando recursos como a ironia e a crítica. “É uma crítica bem abusada, sarcástica, como tem que ser toda a crítica”, afirmou ao falar sobre a sua produção. 

A Biblioteca 

A primeira unidade da Saber com Sabor foi a Clóvis Cardozo, inaugurada em 2001 pela prefeitura de Cuiabá. Outros seis bairros da capital (Santa Isabel, Pedregal, Dom Aquino, Pedra 90, Cidade Verde e Osmar Cabral) também contam com a bilbioteca, gerenciadas e mantidas pela SME. Além do ônibus itinerante, que circula pelas diversas regiões cidade. 

Atualmente, as unidades, que são mantidas pela prefeitura de Cuiabá, contam com terminais de acesso à internet e algumas já estão climatizadas. O acervo chega a 58 mil livros nas áreas de literatura infantil, infanto-juvenil, mato-grossense, clássica e estrangeira, além de revistas, gibis, livros didáticos e dicionários.

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá