Quarta, 30 de janeiro de 2013, 09h04
A- |  A+

Educação

Gestores das escolas municipais discutem avaliação institucional



Com o objetivo de aprimorar a prática diária da escola e avançar na qualidade do ensino ofertado, diretores, coordenadores e secretários das unidades de ensino da capital se reuniram ontem (29), no Hotel Fazenda Mato Grosso, para a apresentação do Relatório de Avaliação dos Gestores/2012.
 

O evento é integrante da Semana Pedagógica, promovida pela Secretaria Municipal de Educação com a finalidade de planejar as atividades para o início do ano letivo. 

A avaliação foi realizada no ano passado e é fundamentada na Lei nº 5.029/2007, que estabelece Gestão Democrática unidades de ensino da capital, baseadas nas metas estabelecidas por cada um desses profissionais e nas competências e atribuições das funções. 

Entre os aspectos observados nesse processo estão a gestão articulada com a comunidade, gerenciamento das atividades pedagógicas de forma compartilhada e organização e funcionamento de modo geral. Os dados obtidos na avaliação permitiram à Comissão Permanente de Avaliação da Rede (Core) da SME identificar a ações onde a administração das escolas e creches deve ser aprimorada. 

Na abertura do encontro, o secretário municipal de Educação, Gilberto Figueiredo, saudou os presentes e afirmou que a principal meta da secretaria é construir um cenário propício para avançar na educação pública de Cuiabá. “Uma das bandeiras do prefeito Mauro Mendes é a educação e, já nos primeiros dias de administração, quitamos os salários dos professores contratados, que estavam com os vencimentos atrasados. O que esperamos é nos desvencilhar de problemas que já deveriam ter sido sanados e atacar aquilo que é nossa atividade finalística: a busca da melhoria da educação”. 

O secretário lembrou ainda a imensa responsabilidade dos profissionais da educação, tendo em vista o tempo que os alunos passam nas escolas e creches do município. “Um objetivo a ser perseguido na nossa gestão é trazer a família para a escola. Podemos reformar todas as escolas, e implantar soluções motivadoras para os educadores, mas sem a presença dos pais nas unidades nossa tarefa será incompleta”, ponderou. 

No que se refere à avaliação institucional, Figueiredo reiterou a importância do processo e lembrou que ele envolve, além das escolas, creches e seus trabalhadores, todas as instâncias municipais, como a Secretaria de Educação, a prefeitura e a Câmara Municipal. “Não fomos preparados para ser avaliados, mas temos que compreender que, se há deficiências, também temos muitos atributos para melhorar. Por isso, recebam essa avaliação como uma grande oportunidade”, finalizou. 

Segundo o presidente da Core, Aristides da Costa Neto, o modelo de avaliação implementado na rede a partir de 2012 atribuiu mais credibilidade ao procedimento. “Essa análise foi resultado de uma ampla discussão entre os envolvidos no processo e isso mexeu com a rede, pois temos critérios sólidos para atestar as evidências e os resultados. Além disso, comprovar habilidades e competências que devem estar presentes na vida da escola”. 

Ainda de acordo com o líder da Comissão, essas informações são enviadas às escolas que, de forma coletiva, apontam quais as estratégias e soluções para a melhoria da gestão. 

Na opinião da coordenadora pedagógica da escola municipal Santa Cecília, no bairro Pico do Amor, Telma Fernandes, a avaliação é um momento oportuno para se evidenciar o trabalho desenvolvido no ambiente escolar. “A comunidade ganha com isso porque sua ação pode ser materializada. Não é um trabalho subjetivo, pois podemos ver os resultados”.

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá