A- |  A+

Escolas Municipais

 

REGIONAL NORTE


Antonia Tita Maciel de Campos

Antonio Marcos Ruzzene Balbino

Aristotelino Alves Praeiro

Cel. Octayde Jorge da Silva

Dejani Ribeiro Campos

Dep. Ulisses Silveira Guimarães

Madre Marta Cerutti

Orzina de Amorim Soares

Profª Pedrosa de Morais e Silva

Profª Gracildes Melo Dantas

Profº Firmo José Rodrigues

Lenine Povoas

Profº Rafael Rueda

Senhorinha Ana Alves de Oliveira

Ten. Octacílio Sebastião da Cruz

 

REGIONAL SUL

 

Ana Luíza Prado Bastos

Constança Figueiredo Palma Bem Bem

Eugênia Pereira de Mello

Floriano Bocheneki (Treze de Setembro)

Francisco Pedroso da Silva

Jesus Criança

José Torquato da Silva

Liberdade

Maria Elazir Corrêa de Figueiredo

Maximiano Arcanjo da Cruz

Ministro Marcos Freire

Moacyr Gratidiano Dorileo

Osmar José do Carmo Cabral

Profª Ana Teresa Arcos Krause

Profª Joana Dark da Silva

Profª Maria Dimpina Lobo Duarte

Profº Onofre de Oliveira

Profº Zeferino Leite de Oliveira

Raimundo Conceição Pombo M. da Cruz

São Sebastião

Senador Darcy Ribeiro

Senador Gastão de Matos Muller

Silva Freire

Tereza Benguela


REGIONAL LESTE

Doze de Outubro

Oito de Abril

Agostinho Simplício de Figueiredo

Antonio Ferreira Valentim

Augusto Mário Vieira

Celina Fialho Bezerra

Dom Bosco do Praeirinho

Dr. Fábio Firmino Leite

Dr. Orlando Nigro

Filogônio Correa

Hélio de Souza Vieira

Henrique da Silva Prado

Irmã Maria Betty de Souza Pires

Jescelino José Reiners

José Luiz Borges Garcia

Maria da Glória de Souza

Profª Elza Luiza Esteves

Profª Francisca Figueiredo de Arruda Martins - CAIC ELDORADO

Profª Guilhermina de Figueiredo

Profª Maria Ambrósio Pommot

Profª Tereza Lobo

Quintino Pereira de Freitas

Santa Cecília

Silvino Leite de Arruda


REGIONAL OESTE


Adelina Pereira Ventura
Gláucia Maria Borges Garcia
Juarez Sodré Farias
Mal. Cândido Mariano da Silva Rondon
Maria Eunice Duarte Barros
Maria Lucila da Silva Barros
Maria Tomich Monteiro da Silva
Nossa Senhora Aparecida
Padre Agostinho Colli
Pres. Tancredo de Almeida Neves
Profª Alzira Valladares
Profª Esmeralda de Campos Fontes
Profª Rita Caldas Castrillon
Profº Ezequiel Pompeu Ribeiro de Siqueira
Profº Francisval de Brito
Profº Ranulpho Paes de Barros
São João Bosco

 

EMEB ADELINA PEREIRA VENTURA

Equipe Gestora:

Direção:  Mirian Dias Figueiredo

Coordenação: Regina Aparecida da Silva Chore

Secretária: Kéziah do Socorro Barros Souza

 

Endereço:

Rua: Padre Rolim S/N

Bairro: Jardim Independência

Telefone: 3313-3042   3624-8857

CEP: 78030-275

 

Histórico

Localizada à Avenida São Sebastião, no bairro Jardim Independência, a EMEB, “Adelina Pereira Ventura” registra matrículas de alunos oriundos de vários bairros da capital como, também, alunos do vizinho município de Várzea Grande.

Histórico da Patronese

Filha de Joaquim Pereira (Português) e Joana de Deus Pereira (Mato-Grossense de Cáceres), ADELINA SOARES PEREIRA nasceu em CUIABÁ-MT, no dia 27 de março de 1899.

Pelos idos de 1912, estudou no ASÍLO SANTA RITA, sob a direção das Irmãs Azuis de Nossa Senhora da Imaculada Conceição de Castres, onde aprendeu variadíssimos trabalhos manuais, aperfeiçoando-se em crochê, bordado branco, bordado em cetim, corte e costura, ministrando mais tarde, aulas de Educação Artística.

Coincidindo os términos dos seus estudos com o falecimento dos seus genitores, nossa patronesse transferiu-se para Cáceres – MT onde, inicialmente, teria ido a passeio, em 1918, a convite de familiares.

Casou-se, naquela cidade, com Antônio Cannas Ventura, no dia 19 de novembro de 1921, passando a assinar-se ADELINA PEREIRA VENTURA, fixando residência em uma chácara denominada CABRAL, cuidando da parte administrativa do patrimônio, dos empregados e ainda da parte dos festejos anuais do Santo da devoção - São João.

Para a iniciação dos filhos aos estudos, transferiu residência para o centro de Cáceres-MT. Mais tarde, para a Capital do Estado, onde dariam continuidade, em 1944.

No ano de 1950 adquiriu a chácara CURRAL VELHO. Treze anos depois, 1963, efetuou o loteamento da mesma, reservando áreas de lazer, visando dar um espaço social à comunidade complementando, assim, a sua vocação altruística, uma vez que sempre preocupou-se com pessoas carentes, doações, visitas aos enfermos.

Atualmente, nas áreas reservadas, no então bairro Jardim Independência, já estão edificados: Igreja de Nossa Senhora do Bom Conselho, Posto de Saúde, Centro Comunitário, e a Escola conforme eleição realizada pela comunidade local.

Adelina faleceu no dia 30 de maio de 1967, deixando uma prole de onze filhos e 48 netos. Para a posteridade, ela exemplifica existência fecunda de trabalho e de amor.

 

EMEB ANTONIO FERREIRA VALENTIM

 

Equipe Gestora:

Direção:  Rosane França Correa

Coordenação: Suzineia Fatima dos Santos

Secretária: Rosana Lucia da Guia Dalto

            

Endereço:

Rua: M S/N

Bairro: Barbado

Telefone: 3313-3057

CEP: 78050-240

 

EMEB AGOSTINHO SIMPLICIO DE FIGUEIREDO

 

Equipe Gestora:

Direção: Inês Walker Ehrenbrienk

Coordenação: Malsete Alves

Secretária: Edesio da Silva Leite

            

Endereço:

Rua: Av. Amarílio de Almeida S/N

Bairro: Poção

Telefone: 3313-3056

CEP: 78000-100

 

EMEB AUGUSTO MÁRIO VIEIRA

 

Equipe Gestora:

Direção: Roseli Maria Lara do Nascimento

Coordenação: Solange Pereira 

Secretária: Aurenil Silva Moraes

 

Endereço:

Rua: Av. Jurumirim n. 1556

Bairro: Carumbé

Telefone: 3313-3000

CEP: 78050-300

 

EMEB ANA LUIZA PRADO BASTOS

Histórico

A EMEB “Ana Luiza Prado Bastos” foi criada pelo Decreto Nº. 1883 de 07 de junho de 1988.

Havia a necessidade de se construir mais escolas, pois somente a escola “Osmar Cabral” não atendia a demanda existente na região e muitos alunos não conseguindo vaga, acabavam ficando sem estudar.

Então a EMEB “Ana Luiza Prado Bastos” foi construída para oferecer mais vagas à comunidade, atendendo assim às reivindicações dos moradores.

No local onde foi construída a escola, funcionava o Centro Comunitário do bairro. Local onde eram realizadas as reuniões de mães e onde se fazia o sopão que era servido às crianças carentes do bairro. Essa área estava reservada para a construção de uma creche, mas devido a uma situação mais emergente, foi destinada para a construção da escola.

No dia 05 de maio de 1988, iniciam-se as atividades escolares, tendo a professora Maria da Penha Rocha na direção. A mesma, era diretora provisória, prestadora de serviço, no aguardo da lotação no concurso realizado.

A diretora em exercício recebeu os alunos e professores e organizou o início dos trabalhos. Para atender a demanda, no 1º ano funcionou com o horário intermediário e com salas anexas da escola “Osmar Cabral” no período noturno, atendendo o curso supletivo I à IV do 1º grau.

 

EMEB PROFª ANA TERESA ARCOS KRAUSE

Equipe Gestora:

Direção: Olinda Gonçalves de Almeida

Coordenação: Waldirene Melquíades de Alcântara 

Secretária: Janete Damacena Nunes

            

Endereço:

Rua: 13 Q 19 S/N

Bairro: Jardim Industriário II

Telefone: 3313-3108

CEP: 78000-000

 

EMEB ANTONIA TITA MACIEL DE CAMPOS

 

Equipe Gestora:

Direção: Gilson Rodrigues

Coordenação: 

Secretária: Silvano Bispo da Silva

 

Endereço:

Rua: 09 quadra 48 

Bairro: Jardim Florianópolis

Telefone: 3313-3090

CEP: 78005-000

  

EMEB ANTONIO MARCOS RUZZENE BALBINO

 

Equipe Gestora:

Direção: Suize Barros Silva

Coordenação: Geny Vieira Dias Correia

Secretária: Altair Antonio Pereira Filho

 

Endereço:

Rua: Paiaguás n. 371

Bairro: Paiaguás

Telefone: 3313-3093

 CEP: 78048-000

 

EMEB ARISTOTELINO ALVES PRAEIRO

Histórico:

O professor Aristotelino formou-se em cinco faculdades, Geografia, História, Geometria, Matemática e Português. Além de lecionar todas essas as disciplinas também foi professor de educação física nos colégios Liceu Cuiabano, Salesiano São Gonçalo, Escola Normal Pedro Celestino, Escola Modelo Barão de Melgaço e no Colégio Maria Leite em Corumbá. Aristotelino fundou a Federação Espírita de Mato Grosso e foi membro da maçonaria, tendo atingido o grau 33 e declarado Emérito em 1983. Ele também serviu o 2º Batalhão de Fronteira em Cáceres – MT, sendo nomeado 2º Tenente em 1950, ano em que passou para a Reserva. O professor prestou serviços as prefeitura de Cuiabá e Várzea Grande, entre eles dirigindo a Secretaria de Obras e Viação da cidade industrial e organizando o Serviço de assistência Social da Capital.

 

Equipe Gestora:

Direção: Francisca Rosa Barbosa

Coordenação: Lindiney Rodrigues Vitorio

Secretária: Katia Gerli da Silva

 

Endereço:

 Rua: Projeta S/N 

 Bairro: Primeiro de Março

 Telefone: (65) 3649-5997

  CEP: 78035-000

  E-mail:   emeb.aristotelino@gmail.com

 

 

 

EMEB CELINA FIALHO BEZERRA  

 

Equipe Gestora:

Direção: Jovaldo Damião Evangelista Gomes

Coordenação: Yaskara Seziane Martes 

Secretária: Francisco de Assis Teixeira

            

Endereço:

Rua: Princesa Daiana

Bairro: Altos da Serra

Telefone: 3313-3001

CEP: 78000-000

 

EMEB CEL. OCTAYDE JORGE DA SILVA

 

Equipe Gestora:

Direção: Dalila Pereira Arantes 

Coordenação: Cleidir Marine de Barros 

Secretária:

 

Endereço:

Rua: Juara n. 01 Quadra 15

Bairro: Tancredo Neves

Telefone:3646-0254/3646-3439 

CEP: 78050-000

 

EMEB CONSTANÇA FIGUEIREDO PALMA BEM BEM

 Equipe Gestora:

Direção: Francisca Dolores de Souza

Coordenação: Carmem Lucia Gonçalves

Secretária: Marli de Brito Severo

 

Endereço:

Rua: 01 S/N

 Bairro: Jardim Fortaleza

 Telefone:3313-3120 

 CEP: 7800-000

 

EMEB DEJANI RIBEIRO CAMPOS

Equipe Gestora:

Direção: Idalina Ojeda 

Coordenação: 

Secretária: Cleuza Berlanda Monteiro

 

Endereço:

 Rua: 07 Quadra 15 S/N 

 Bairro: Jardim Vitória

 Telefone: 3313-3202

  CEP: 78035-000

 

 EMEB DEP. ULISSES SILVEIRA GUIMARÃES 

Equipe Gestora:

Direção: Lucilene Marques Fontes

Coordenação: Eunice Aparecida Campos

 Secretária: Benedito Carlos da Silva

 

Endereço:

Rua: 07 de setembro S/N 

Bairro: Ouro Fino

Telefone:  3649-8135

CEP: 78005-000

 

EMEB DOM BOSCO PRAEIRINHO

Equipe Gestora:

Direção: Odiselma Cassiano da Silva

Coordenação: Melissa Lilian Teixeira

Secretária:  Edir Rita de Amorim

 

Endereço:

Rua: Rua Pacaembu S/N

Bairro: Praeirinho       

Telefone:  3313-3058

 CEP: 78005-000

 

EMEB DR. FÁBIO FIRMINO LEITE

Equipe Gestora:

 Direção: Edson Alves de Lara Pinto

Coordenação: 

 Secretária: Evanildes Marcelina de Aguiar

            

Endereço:

Rua: Bahia Q 58

Bairro: Dr Fábio      

Telefone:  3313-6841

 CEP: 78065-420

 

EMEB DR. ORLANDO NIGRO

Equipe Gestora:

Direção: Ednalucia Maria do Nascimento

Coordenação:  Helenice Oliveira dos Santos/Ardina Maria Lisboa

Secretária: Ana Benedita da Costa

            

Endereço:

Rua: Mamoré  n. 229

Bairro: Pedregal

Telefone:  3313-3009

 CEP: 78060-340

 

EMEB 12 DE OUTUBRO

Equipe Gestora:

Direção: Maria Georgina Souza

Coordenação: Maria Aparecida Leite

Secretária: Josane Maria Duarte

 

Endereço:

Rua: G n. 132 

Bairro:  Itamaraty

Telefone:  3313-3102

 CEP: 78070-000

 

EMREB DR. ESTEVÃO ALVES CORREA

Equipe Gestora:

Direção: Carla Patrícia Queiroz

Coordenação: Juciney Terezinha de Souza

 Secretaria: Josué Rodrigues de Souza

            

Endereço:

Rua:Rod. Emanuel Pinheiro, Km 23  

Bairro:Comunidade Rio dos Peixes  

Telefone:  

     

EMEB EUGÊNIA PEREIRA MELLO 

Equipe Gestora:

Direção: Loudenir Ferreira Mendes

Coordenação: Lourdes de Fátima Gonçalves

Secretária: Jairo Fernandes Leite

 

Endereço:

Rua: 13 de maio

Bairro: Vista Alegre

Telefone:  3666-1246

 CEP: 78085-750

 

EMEB FILOGÔNIO CORRÊA DA COSTA 

Histórico:

A Escola Municipal de Ensino Básico “Prof. Filogônio Corrêa”, é fruto da luta da comunidade do Bairro Campo Velho, pois onde agora é a Escola, existia um cemitério clandestino e as lideranças políticas da época desejavam que o terreno fosse desapropriado para permanecer como cemitério. Os moradores, liderados pelo Sr. Jorge Dias, vindo de São Paulo, fundaram uma Associação com o propósito de lutar por melhorias na comunidade. Com a Associação criada, os moradores puderam reivindicar o translado do cemitério e construíram no local, um barracão para o funcionamento de uma escola.                   

Com o crescimento do bairro, a comunidade percebeu a necessidade de uma escola oficial, que pudesse fornecer documentos escolares. Depois de muita insistência, no dia 25 de fevereiro de 1971, foi inaugurada a Escola Municipal “Prof. Filogônio Corrêa”, de acordo com o Decreto nº 11/71, pelo então Prefeito Municipal Bento Machado Lobo.

Com a inauguração da escola, foi nomeada para assumir sua direção, a professora Antonieta Cintra, que como primeira Diretora exerceu o cargo de 25/02 a 31/12/1971. Após ela, foi nomeada a profª. Hermínia Maria Mazarelli Gomes de Souza, que dirigiu a escola de 01/01/1972 a 12/02/76.

Em 16/02/1976, foi nomeada como Diretora a profª Benildes Torres da Silva e na sua gestão, em 10/12/1976, foi assinado um convênio entre o  Secretário Estadual de Educação, Lourenberg Ribeiro Nunes Rocha e o Prefeito Municipal Manoel Antonio Rodrigues Palma para que esta escola atendesse também ao nível V a VII. Este convênio permaneceu até dezembro de 1998. Em 1999, a Secretaria Municipal de Educação assumiu este nível, permanecendo assim até dezembro do mesmo ano, quando encerrou esta oferta.

 O nome da escola advém de uma homenagem prestada pelos vereadores da Câmara Municipal ao professor Philogônio de Paula Corrêa, nascido em Cuiabá, em 20 de dezembro de 1886, filho de Antonio de Paula Corrêa e Francelina Virginio Corrêa.

O ilustre patrono da escola foi Professor Catedrático de História Geral do Liceu Cuiabano e da Escola Normal Pedro Celestino; diretor do Liceu Cuiabano, da Escola Normal Pedro Celestino e diretor da Instrução Pública; vereador e presidente da Câmara Municipal de Cuiabá; deputado Estadual e líder da bancada do Partido Evolunicionista na Assembléia Legislativa; Historiógrafo e Jornalista.

Ocupava na Academia Mato-grossense de Letras, a cadeira de nº 20 da qual é patrono “José Estevão Corrêa”, onde exercia o cargo de 1º Secretário quando faleceu, em Cuiabá, no dia 13 de setembro de 1952 aos 66 anos de idade.

 

Equipe Gestora:

Direção: Francisca Camargo

Coordenação: Marcina Jacinta de Souza

Secretária: Adão Martins Ferreira

            

Endereço:

Rua: Presidente Médici n. 557

Bairro: Campo Velho

Telefone:  3313-3059 / 3634 1775

 CEP: 78065-250

 

EMEB FLORIANO BOCHENEKI (13 DE SETEMBRO)

 

Equipe Gestora:

Direção: Lindomar José Barros 

Coordenação: Neuzalina Prado de Oliveira

Secretária: Maria Vialna Filho

 

Endereço:

Rua: Sd Quadra 62 N. 438

Bairro: Parque Atalaia

Telefone:  3313-3172

CEP: 78095-190

 

EMEB FRANCISCO PEDROSO DA SILVA

Equipe Gestora:

Direção: Elizabete Aparecida Mikuni

Coordenação: Joana Gardez

Secretária: Antonio Benedito de Oliveira

    

Endereço:

Rua: Avenida Manoel Ramos Lino nº 306

Bairro: São Francisco Cuiabá – MT

Telefone:  3313-3160

CEP: 78085-750

E-mail: emeb.franciscopedroso@gmail.com

 

EMEB HÉLIO DE SOUZA VIEIRA

Equipe Gestora:

Direção: Norma Jardim Prates 

Coordenação: Telma Aparecida de Lima

Secretária: Marenir Aparecida Lima

 

Endereço:

Rua: Paranapuã n. 30

Bairro: Praeiro

Telefone:  3313-3060

CEP: 78070-460

 

EMEB IRMÃ MARIA BETTY DE SOUZA PIRES

 

Equipe Gestora:

Direção: Maria Aparecida Almeida 

Coordenação: Flávia Fernanda Figueiredo

Secretária: Leda Regina Martins

           

Endereço:

Rua: Andradian  n. 99

Bairro: Novo Mato Gross

Telefone:  3313-3005

 CEP: 78000-000

 

EMEB GLÁUCIA MARIA BORGES GARCIA

Equipe Gestora:

Direção: Jesuína Maria Rodrigues

Coordenação: Glaucinalva Bezerra 

Secretária: Luis Fernando Avila

 

Endereço:

Rua: Av. Afonso Pena s/n

Bairro: Despraiado

Telefone: 3313-3084

CEP: 78048-000

 

EMEB JESUS CRIANÇA

 

Equipe Gestora:

Direção: Robson Luiz de Souza

Coordenação: Sonia Maria de Oliveira/Monica Cristina Berto

Secretário: Ivo Marcelo Canavarros

 

Endereço:

Rua: Travessa J S/N

Bairro: Nova Esperança

Telefone:  3313-3104

 CEP: 78060-510

 

EMEB JESCELINO JOSÉ REINERS

 

Equipe Gestora:

Direção: Cilene Márcia Alberto 

Coordenação: Helen Cinara Gomes/Teresinha Fernandes                      

Secretário: Juliana Leal das Neves 

 

Endereço:

Rua: Goiás  n. 441

Bairro: Novo Horizonte

Telefone:  3313-3104

 CEP: 78058-720

 

EMEB JOSÉ LUIZ BORGES GARCIA

 Histórico:

José Luis Borges Garcia, nasceu em Cuiabá-MT  no dia 13  de junho de 1947. Filho de José Garcia Neto e Maria Lygia de Borges Garcia, faleceu no dia 10 de fevereiro de 1989. Cursou o primário no Colégio José Magno, Cuiabá-MT- 1954  a 1957 e  secundário no colégio Estadual de Mato Grosso e Tobias Barreto de Aracajú (1959 – 1962) .

Cursou o científico no colégio Brasil América RJ (1963  - 1965). E superior na Universidade de Brasília – Faculdade de Tecnologia – Escola de Engenharia 1966 a 1970 – obtendo  título de Engenheiro Civil. 

Exerceu o cargo de professor de construção de estradas Escola Técnica Federal MT – Cuiabá – Departamento de Engenharia Civil. Tendo vínculo empregatório CLT nas Centrais Elétricas Matogrossense CEMAT – Cuiabá MT (1977).

Exerceu atividades em outros setores, participando de Banca Examinadora do exame de seleção para professor assistente da universidade Federal de Mato Grosso (1979). Foi coordenador de engenharia CREA Região Cuiabá-MT. Exerceu o cargo de diretor presidente da Companhia de Saneamento do Estado de MT- Sanecap de março/1975 a março/1979.

 

Equipe Gestora:

Direção: Duarte Pinto de Miranda 

Coordenação: Josenildes Silva do Rosário

Secretário: Edilson Luiz de Carvalho

 

Endereço:

Rua: Prof. Lorivande Nunes Chaves  n. 699

Bairro: Bela Vista

Telefone:  3313-3006

 CEP: 78050-530

 E-mail: emebluisborges@gmail.com

 

EMEB JUAREZ SODRÉ FARIAS

 Histórico

O início de funcionamento desta unidade escolar deu-se no ano de 1987, quando instalada no bairro Santa Helena, no centro Comunitário, como escola emergencial Santa Helena. A escola do nome “Juarez Sodré Farias” ocorreu através de um processo de eleição no final de 1987, com a participação de toda comunidade interna e externa.

Esse nome foi escolhido, por motivo da morte trágica do presidente do Bairro Juarez Sodré Farias, nascido a 23/04/1939 e falecido em 29/05/1983 que residiu no bairro Santa Helena. Casado com a D. Flávia Augusta Almeida Sodré, quatro filhos, foi funcionário da Secretaria Municipal de Saúde, exercendo a função de Motorista do Pronto Socorro Municipal. Colaborou na criação da Associação de Moradores do Bairro, exerceu o cargo de Presidente da Associação do Bairro Santa Helena passando a residir posteriormente no Bairro Quarta-Feira, hoje conhecido como Jardim Alvorada sendo homenageado também com uma Rua em seu nome.

No ano de 1988, com a construção deste prédio, a escola foi transferida para o bairro Araés, onde passou a funcionar como Escola Municipal de 1º Grau “Juarez Sodré Farias”, com 15 professoras aprovadas em concurso público, dentre as quais deveria ser escolhida uma para ocupar a função de diretora interina, enquanto não acontecia a que seria primeira eleição para diretores das unidades escolares da rede municipal, dando inicio assim a gestão democrática na educação.

Assumiu então interinamente a direção, a professora Maria Eline Pedrosa Lopes, permanecendo na função até o mês de março de 1988, quando foi eleita a Professora Irene Verlingue Schwingel, como candidata única à função, passando então a professora Maria Eline Pedrosa Lopes a exercer a função de supervisora pedagógica tendo sido aprovada em teste de seleção pela Secretaria Municipal de Educação.

 

Equipe Gestora:

Direção:  Adair neri da Cruz

Coordenação:  Tania de Carvalho

Secretária: Elizabeth Rezende

 

Endereço:

Rua: João Carlos Pereira Leite, S/Nº  

Bairro: Araés  

Telefone: 3313-3085  

 CEP: 78005-200

  E-mail: emebjuraezsodre@gmail.com

 

EMEB PROFº LENINE DE CAMPOS POVOAS

 

Equipe Gestora:

Direção: Taciane Garcez Mauricio

Coordenação: Jucineide Moraes Barbosa

Secretária: Regina Célia Alves

 

Endereço:

Rua: Salgado Filho  n. 321

Bairro: Jardim União

Telefone:  3313-3091

CEP: 78000-000

 

EMEB LIBERDADE

 

Equipe Gestora:

Presidente do Conselho: Alva D'Abadia Amarral

Coordenação: Edineth Maria dos Santos Lacerda

Secretária: Marilei Luiza de Magalhães

 

Endereço:

Rua: Av. 01 Quadra 13 n. 18

Bairro: Osmar Cabral

Telefone:  3313-3125

 CEP: 78000-000

 

EMEB JOSÉ TORQUATO DA SILVA

 

Equipe Gestora:

Direção:  Alais Bulhões de Oliveira

Coordenação:  Rosinete Conceição de Oliveira 

Secretária: Rosângela das Graças Correia

 

Endereço:

Rua: Rua 20 

Bairro: Parque residencial Coxipó

Telefone:  3313-3147

 CEP: 78050-520

 

EMEB MADRE MARTA CERUTTI

Histórico:

Esta Escola foi criada através do ato Nº 1.149/85. Como este bairro é fruto de invasão,como ocorreu em vários bairros da Capital, houve um grande fluxo de crianças na faixa etária de 07 a 14 anos, na década de 80. Neste momento havia no bairro apenas a escola João Bosco Penido Burnier e não conseguia atender toda a demanda existente, então surgiu a necessidade de construir mais uma escola no bairro. A Escola Madre Marta Cerutti surgiu então como resultado das reivindicações dos principais moradores, que após muitas lutas tiveram o sonho realizado. Sua construção iniciou em 1984, sendo que foi a própria comunidade que gerenciou a questão da verba e quais trabalhadores que seriam envolvidos nesse processo de construção. Em 04 de Março de 1985 a escola foi finalmente inaugurada. Nesse mesmo ano foram matriculados 960 alunos, atendendo da 1ª série até a 6ª série. No ano seguinte o número de alunos subiu para 1.200. Em 1987 foi implantado a 8ª série, completando assim todo o Ensino Fundamental.       

 

Equipe Gestora:

Direção: Miraci Rodrigues de Oliveira

Coordenação: Marli Nobres Rocha

Secretária: Ilda de Souza Neves

 

Endereço:

Rua: Ver. Juliano Costa Marques S/N

Bairro: Bela Vista

Telefone:  3313-3007

CEP: 78050-520

 

EMEB MARIA DA GLORIA DE SOUZA

Histórico:  

A Escola Municipal do 1º grau “Maria da Glória de Souza” surgiu da necessidade ocasionada pelo crescimento populacional do bairro Lixeira.

A iniciativa fora da senhora Maria da glória de Souza, moradora desde 1943, residente à rua Prof. João Félix. Com o falecimento de seu cônjuge o senhor Bento Henrique de Souza, passou a exercer a função de Professora primária, classe P.F.2.

Na ocasião, como não existia nenhuma escola no bairro da Lixeira, lutou incessantemente junho às autoridades e conseguiu o funcionamento, em sua residência, de uma escola, a qual se denominou “Escola Rural Mista da Lixeira”.

Esta Escola foi um marco histórico para que o bairro se expandisse cada vez mais, e um suporte na luta para a construção de um prédio para o devido funcionamento legal da instituição.

Recebeu este nome em homenagem a esta incansável lutadora do bairro. O Projeto de indicação foi de autoria do ilustre vereador, o sr. Rubens Belém, também um dos antigos moradores do bairro. 

Somente em 1977, a Escola fora construída na gestão do Prefeito o senhor Antonio Rodrigues Palma, a sua inauguração oficial deu-se no dia 07 de julho do ano em curso.

Criado pelo decreto 156/80 de 17/01/80; autorizada pela Resolução203/85 e reconhecida através da Portaria 3277/92.

De acordo com o mapeamento da Prefeitura Municipal de Cuiabá, está localizada no Bairro da Lixeira e situada à Avenida Bosque da Saúde, 146.

 

Equipe Gestora:

Direção: Denise Maria da Silva 

Coordenação: Helida Hoffmann Schultz

Secretária: Moisenil Dalila de Assis

 

Endereço:

Rua: Av. Bosque da Saúde  n. 146

Bairro:  Baú

Telefone:  3313-3036

CEP: 78008-105

 

EMEB MARIA ELAZIR CORRÊA DE FIGUEIREDO

 

Equipe Gestora:

Direção: Francisca Luzia Pinheiro

Coordenação: Luzinete Luiza de França

Secretária: Edilio Alves da Silva

 

Endereço:

Rua:  Av. Carlos Addor de Souza S/N

Bairro: São João Del Rey

Telefone:  3313-3124

CEP: 78000-000

 

EMEB MARIA EUNICE DUARTE BARROS

Histórico:

Em fevereiro de 1990, a escola iniciou o atendimento a 260 alunos, entre o Pré-escolar, 1ª, 2ª, séries e em sala de reforço. Somente em 06 de julho de 1990, a Escola recebeu o nome de Escola “Senhora Maria Eunice Duarte de Barros”, em substituição à denominação de Escola de Tempo Integral. Foi criada pelo decreto nº. 2.262/90 com a autorização pela Resolução nº. 057/92 e reconhecida pela Portaria nº. 3277/92 SEDUC/MT.

 

Equipe Gestora:

Direção:  Maria Penha Arruda

Coordenação: Claudia Botelho da Silva

Secretária: Léia Laura de Souza Mendes

 

Endereço:

Rua: Rua Dr. Celso Mendes Quintela 356

Bairro: Santa Isabel

Telefone: 3613-4941/3637-3676

CEP: 78035-040

 

EMEB MARIA LUCILA DA SILVA BARROS

Histórico:

A EMEB. Maria Lucila da Silva Barros, surgiu da necessidade comunitária, ocasionada pelo crescimento populacional do bairro Jardim Ubirajara, bem como sua efetivação considerando que o mesmo provém da invasão de terras.A iniciativa da construção da escola partiu de um grupo de pessoas representada pela  Senhora Catarina, na época Presidente do Bairro que lutou  junto às autoridades e conseguiram em primeiro momento os materiais de construção em parceria com a Empresa Mineração Mato Grosso e contribuição material e apoio moral do então Deputado Wilson Santos e Carlos Nascimento, e assim em mutirão levantaram as paredes, cobriram-na e efetivaram o sonho de ter uma escola no bairro, onde seus filhos pudessem estudar.

A escola funcionou como escola emergencial comunitária, salas anexas das Escolas: Es. Est. Rodolfo Augusto T. Curvo e EMEB. Juarez Sodré, e Escola Rural administrativa pelo diretor das Escolas Rurais da SME, Celso Miguel de Oliveira. Em Julho de 1.999, foi publicada a Lei que criava e denominava Escola Municipal de 1º Grau Professora Maria Lucila da Silva Barros, sendo a primeira diretora da Unidade Escolar, indicada pela SME, a Professora Maria Liucéia de Souza Moraes. Por Ter sido construída em mutirão, a estrutura física da escola era inadequada para o funcionamento satisfatório de uma escola. Durante as duas administrações (1997 –2004) do Prefeito Roberto França Audad e o secretário de Educação na época Edivá Pereira Alves e Carlos Alberto Reys Maldonado, a escola passou por ampliações, reformas e adequação da estrutura física. A escola representa  ponto de referência para a comunidade do bairro Jardim Ubirajara. Hoje funciona com 04 turmas no matutino e 04 no vespertino e tem um total de 190 alunos matriculados. O atual diretor Virgulino da Guia Cuiabano indicado no período de julho a dezembro de 2009 e 10/12/10 foi eleito  para o triênio de 2011/2013. 

 

Equipe Gestora:

Direção:  Virgulino da Guia Cuiabano

Coordenação: Ana Dias de Amorim

Secretária: Marlene Alves Pedroso  

 

Endereço:

Rua: Rua Principal, nº 90

Bairro: Jardim Ubirajara

Telefone:  3313-3092

CEP:, CEP.78048-100

Email: vgcuiananoguia@yahoo.com.br

 

EMEB MARIA TOMICH MONTEIRO DA SILVA

 

Equipe Gestora:

Direção:  

Coordenação: 

Secretária:   

            

Endereço:

Rua: Mario Palma

Bairro: Ribeirão do Lipa

Telefone: 3313-3270

CEP: 78040-640

Email: emeb.maria.silva@cuiaba.mt.gov.br

 

EMEB MAL. CÂNDIDO MARIANO DA SILVA RONDON

Histórico

O local onde está a EMEB “Marechal Rondon” era uma área pertencente à Associação Nipo-brasileira, onde os moradores utilizavam para momentos de lazer, como jogar futebol;  local que a prefeitura teve que fazer uma troca para que a escola fosse construída. 

A escola funcionava, nesta época, com oito salas de aula.

O prefeito dessa época, Anildo Lima Barros levou o pedido à Câmara Municipal para que a escola construída no bairro Alvorada levasse o nome deste importante filho de Mato Grosso. Dessa comparação surgiu o nome da escola. A homenagem a este patrono tão ilustre da escola foi aprovada por todos os moradores que viviam e vivem no bairro.

A Escola Municipal de Educação Básica Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon foi criada pelo Decreto nº 1.154 de 02 de abril de 1985 e autorizada a atender a Educação Infantil e Ensino Fundamental, pela Resolução nº 057/92 e reconhecida pela resolução nº 3.277/92. 

Foi inaugurada em vinte e seis de julho de 1985, pelo Excelentíssimo Senhor Prefeito Dr. Anildo Lima Barros. Localizada no bairro Alvorada, antigo Quarta-feira, no município de Cuiabá, Estado de Mato Grosso. Como um marco na comunidade, a Escola tem uma história de lutas  e  conquistas   envolvendo       escola      e comunidade. Com o passar dos anos as exigências escolares aumentaram, aumentando também sua capacidade. Em primeiro de março de 1988 foi (re) inaugurada a Escola pelo então prefeito Dante Martins de Oliveira, passando por nova reforma em 2008, sendo novamente Re-inaugurada no mês de Junho, pelo então Prefeito Municipal  de Cuiabá, Wilson Pereira dos Santos.

 Atualmente a Escola Municipal de Educação Básica Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon possui as seguintes  modalidades de Ensino: Educação Infantil II (5 anos) e Ensino Fundamental. 

A clientela que a escola atende não é exclusiva do bairro, tem alunos que residem nos bairros: Santa Helena, Araés, Centro, Jardim Florianópolis, Canjica, Jardim Vitória e até da cidade vizinha Várzea Grande, atualmente chegamos a atender 19 bairros circunvizinhos.

 

Equipe Gestora

Direção:  Marilza Lopes Schuina

Coordenação: Marinalva de Barros Neves

Secretária: Tânia Rose da Mota Pinheiro

           

Endereço:

Rua: Piratininga

Bairro: Alvorada

Telefone: 3313-3220

CEP: 78048-630

 

EMEB MAXIMIANO ARCANJO DA CRUZ

Histórico:

A Escola Municipal de Ensino Básico "Maximiano Arcanjo da Cruz", iniciou suas atividades educacionais em fevereiro de 1994 em regime emergencial com apenas três salas de aulas e uma sala onde funcionavam a secretaria escolar, a coordenação e direção.

O Centro Comunitário "Olímpio Rondon de Arruda" abrigou por dois anos consecutivos a escola que fora denominada "Emergencial Santa Laura". Por ser um salão, o Centro Comunitário foi dividido e subdividido por compensados de madeira para que pudessem ser formadas as salas de aula e a sala da administração.

As condições físicas do local eram totalmente inadequadas para o funcionamento das aulas, pois a sonoridade, os recursos didáticos, disponíveis a falta de estrutura do espaço, alem da qualidade da água e da segurança do poço de onde era tirada essa água comprometiam os trabalhos escolares.

O centro comunitário "Olímpio Rondon de Arruda" localiza-se no bairro Santa Laura e atendia a uma clientela mista de 268 alunos nas modalidades do ensino de I a IV e EJA I a II nos três turnos. A clientela era oriunda também de bairros circunvizinhos: Jardim Fortaleza, Osmar Cabral e São Sebastião.

As matrículas foram feitas na residência de um morador do bairro o Srº. Pedro da Cruz e Silva que era Vigilante do Centro Comunitário.

O Emergencial Santa Laura teve como sua 1ª diretora, a Profª. Sidenis Sales da Silva, Coordenadora Profª. Marcília Otácio e Secretário Escolar Edilson Sales da Silva. Dentre os profissionais que trabalharam no Emergencial Santa Laura estão as Profª. Vilma S. F. do Nascimento, Zenaíde C. de Arruda, Raimunda Bety de Araújo, Jane G. Arruda, Anair A. Visquete, Ruth P. Ferreira, Adail R. Camargo, Sandra A. Costa, Maria do Carmo P. da F. e Silva, Neide Aragão, Eliane Maria Santos, Altamira S. do Nascimento, Margarida da Rocha Lima, Pedro da C. e Silva, Daise L. da Silva Amorim, Geraldo Valentino Ferreira.

O nome da EMEB "Maximiano Arcanjo da Cruz" se deve a homenagem prestada pelo seu filho o Srº. Pedro da Cruz e Silva, liderança muito atuante no bairro (1º presidente do bairro Santa Laura) e que reivindicou junto com a comunidade a construção do novo prédio.

Em 1996, a Escola passou a funcionar no novo prédio já com a denominação de Escola Municipal de 1º grau Maximiano Arcanjo da Cruz, estando na direção a Profª. Ruth Petronia, na Coordenação a Profª. Bezair Felicidade, permanecendo na Secretaria escolar, Edilson Sales da Silva.

Embora o novo prédio fora construído com oito salas de aula, secretaria, sala de professores, biblioteca, cozinha, dois conjuntos de banheiro com quatro compartimentos, banheiro para professores e funcionários, quadra de esportes sem cobertura, o número de salas de aula não fora suficiente para atender a demanda escolar. Foi necessário que a direção escolar providenciasse salas de aula em outro espaço, voltando ao centro comunitário algumas turmas. Em 2004 retornaram todos os alunos para este prédio, e hoje a escola ppossui 11 salas de aulas.

 

Equipe Gestora:

Direção: Francisca Luzia Pinheiro da Silva

Coordenação: Josil Gabriel Teixeira da Silva 

Secretária: José Aparecido Romão

            

Endereço:

Rua:  Paulista S/N

Bairro: Santa Laura

Telefone:  3313-3123

 CEP: 78045-210

 

EMEB MINISTRO MARCOS FREIRE

 

Equipe Gestora:

Direção: Maria Regina Luiz Gomes

Coordenação: Maria Mara Mangabeira

Secretária: Devwilson Paula de Moraes

            

Endereço:

Rua: Carvalho Dourados

Bairro:  Jardim dos Ipês

Telefone:  3313-3162

 CEP: 78088-590

 

EMEB MOACYR GRATIDIANO DORILEO 

Histórico:

A escolha do nome da escola foi realizada em assembléia pela Associação de Moradores no dia 28 de abril de 1986, onde foram apresentados três nomes: D. Francisco de Aquino Corrêa, Historiador Rubens de Mendonça e Professor Moacyr Gratidiano Dorilêo, que foram submetidos à apreciação dos moradores presentes a aquela assembléia geral, sendo eleito pela maioria, o nome “Moacyr Gratidiano Dorilêo”.

Nascido em Cuiabá-MT, aos 18/03/1920, filho legítimo do Sr. Antonio Gratidiano Dorileo e Da. Maria da Glória Dorileo. Foi aluno aplicado no primário, estudando no Grupo Escolar Souza Bandeira, localizado na região do Coxipó, hoje Escola Estadual Souza Bandeira, que fica ao lado da Igreja Nossa Senhora da Guia, na Avenida Fernando Correa, Coxipó. O Ginasial concluiu no Liceu Cuiabano. Estudou Química no Colégio Dante Alighieri, em São Paulo trabalhou como químico na Empresa Goodyear. A partir de 1953, dedicou sua vida ao magistério, tendo lecionado no Colégio Liceu Cuiabano, onde ocupou as cadeiras de Química e Física, sendo posteriormente nomeado diretor do mesmo Estabelecimento, onde exerceu o cargo até sua morte ocorrida em aos 09/04/1959 decorrente de um choque anafilático.

No ano de 1999, os segmentos da escola optaram pela implantação da escola SARÃ, ou seja, a organização do ensino por ciclos de formação. A Escola teve a sua nomenclatura alterada para Escola Municipal de Ensino Básico através da Portaria 105/2000/GS/SME de 28/08/2000. 

 

Equipe Gestora: 

Direção: Genice Conceição Figueiredo

Coordenação: Maria Aparecida Ribeiro Martini 

Secretária: Luis Mauro Sales da Silva

  

Endereço:

Rua: Rua dos Pardais

Bairro:  Parque O'hara

Telefone:  3313-3143

CEP: 78080-370

E-mail: emebmoacyrgratidiano@hotmail.com

 

EMEB NOSSA SENHORA APARECIDA

Equipe Gestora:

Direção: Dorami de Barros Lopes

Coordenação: Juliethe Aparecida Miranda Riva

Secretária: Luzineth Jucineyde de Araújo Campos Arruda  

 

Endereço:

Rua: Frei Quirino n. 222

Bairro: Novo Colorado  

Telefone:  (65) 3313-3280 / 3626-18695 

CEP: 78042-580

 

 

EMEB OITO DE ABRIL

 

Equipe Gestora:

Direção: Antonina Sebastiana de Almeida Boff

Coordenação: Mônica Cristina Berto da Silva

Secretária: Gilseli Socorro de Lima

Endereço:

Rua: Gonçalo Antunes de Barros n. 2859

Bairro: Bela Vista

Telefone: 3313-3008

CEP: 78058-750

 

EMEB ORZINA DE AMORIM SOARES

 

Equipe Gestora:

Direção: Mária de Fátima Moraes Duque

Coordenação: Jane Regina da Silva Fontes

Secretária: Ezenil Alves Pedroso

 

Endereço:

Rua: 06 Quadra 08 S/N

Bairro: Jardim Vitória

Telefone: 3313-3203

 CEP: 78000-000

 

EMEB OSMAR JOSÉ DO CARMO CABRAL

Histórico:

Bairro  Osmar Cabral foi fundado em 1985, criado com o objetivo de assentar famílias carentes e sem moradia para que assim pudessem ser donos do seu próprio terreno. Os lotes foram doados pelo governador Júlio José de Campos e a profª. Isabel Campos através da PROSOL. Após esse momento, houve invasões aos lotes que ainda não haviam sido ocupados e à área de lazer na quadra 13.  

Os alunos do bairro, precisavam se desloca até o Bairro Tijucal para estudar. Segundo relatos o nome do bairro  surge após acidente  em 1981 com uma aeronave  que fazia o transporte  de  profissionais da imprensa que  apresentou pane numa das viagens a municípios do Estado, caiu e matou o fotógrafo Osmar Cabral.  Júlio Campos, que viera a ser eleito chefe do Executivo naquele ano, inaugurou o bairro na região Sul de Cuiabá e o denominou de Osmar Cabral em homenagem ao fotógrafo morto no acidente aéreo. 

Em 1985, foi improvisado um barracão, pelo presidente do bairro, para o funcionamento da escola com o nome de “Osmar José do Carmo Cabral”, tendo como diretor o Professor  Celso Perotoni.   Em 08/11/87 o Prefeito Dante de Oliveira inaugurou a Escola  que contava com  quatro salas , sala para direção e supervisão, sala de professores, cantina, cozinha e oito banheiros.

 Equipe Gestora:

Direção: Nino Francisco da Silva

Coordenação: Cleide Márcia Rodrigues de Moraes

Secretária: Jessé Scarcella Firmino

 

Endereço:

Rua: 09 Quadra 21 S/N

Bairro: Osmar Cabral

Telefone: 3313-3126

E-mail:escolaosmarcabral@yahoo.com.br

CEP: 78093-590

 

EMEB PRES. TANCREDO DE ALMEIDA NEVES

Equipe Gestora:

Direção: 

Coordenação: 

Secretária: 

           

Endereço:

Rua:  

Bairro: 

Telefone: 

CEP: 

 

EMEB RAIMUNDO CONCEIÇÃO POMBO MOREIRA DA CRUZ 

 

Equipe Gestora:

Direção: Rosemeire Francisco Pino

Coordenação: Ivonete Aparecida Ferreira da Silva

Secretária: Roberta Camilo de Araújo Amorim 

 

Endereço:

Rua: 42 e 90

Bairro: Parque Cuiabá

Telefone: 3313-3171

 CEP:  78095-000

 

EMEB PADRE AGOSTINHO COLLI

 

Equipe Gestora:

Direção: Elza Candida Pinheiro Costa

Coordenação: Gertrudes Nogueira Brum

Secretária: Gonçalina Modesto da Silva

            

Endereço:

Rua: Manoel Cavalcante Proença Nº 90

Bairro: Goiabeiras

Telefone:  3313 – 3033

CEP: 78.020.530

 E-mail: padrecolli@hotmail.com

 

EMEB PEDROSA DE MORAIS E SILVA

Histórico:

A Escola Municipal de Educação Básica Prof. Pedrosa Morais e Silva, atende uma clientela oriunda dos bairros Novo Paraíso I e II, Jardim Vitória, Ouro Fino, Barreiro Branco, CPAs, 1º de Março, Aroeira, Nova Conquista, Florianópolis, Centro América.

 

Equipe Gestora:

Direção: Sérgio Raimundo da Silva

Coordenação: Maria Madalena Fernandes e Carmiranda Benedita de Siqueir

 Secretária: Luciene Cristina Rodrigues

Endereço:

Rua: C Quadra 05 S/N

Bairro: Novo Paraíso I

Telefone:  3313-3204

CEP: 78055-000

 

EMEB PROFª ALZIRA VALLADARES

Histórico

A Homenagem à Profª Alzira Valladares foi prestada por um dos seus alunos, que posteriormente, tornou-se Prefeito da Capital, José Vilanova Torres, em 31 de dezembro de 1.972. Em sua administração, inaugurou o prédio público denominado Grupo Escolar Municipal Profª Alzira Valladares, destinado a atender a comunidade no nível de 1ª a 4ª Série do Ensino Fundamental.

  Nascida em Cuiabá - Mato Grosso, em 25 de julho de 1.881, ela era a segunda filha dos doze do casal João Luiz de Bulhões Valladares e Itelvina de Paula Corrêa Valladares. O pai carioca veio em 24 de dezembro de 1.870 da Capital Federal, ou seja, do Rio de Janeiro na companhia do casal Carlos Hugueney e Maria Francisca de Bulhões Valladares Hugueney, seu cunhado e sua irmã, para fixar residência na capital com o interesse voltado à construção da Fábrica de Pólvora do Coxipó do Ouro, pois traziam a  experiência da sua congênere de estrela na sede do Império.

Alzira Valladares fez os estudos primários nesta Capital e freqüentou o Liceu Cuiabano, onde foi colega do jovem Eurico Gaspar Dutra, mais tarde Marechal e Presidente da República, que na sua visita a esta cidade em 1948 naquele alto posto recebeu a visita da sua antiga colega.

Ingressou no Magistério Público Estadual ainda muito jovem e foi professora do Curso Complementar, ocupando a cadeira de português e sendo uma das Mestras mais estimada, admirada e respeitada. Terminou a sua carreira no Magistério como Diretora das Escolas Reunidas Leovegildo de Melo, obtendo aposentadoria em abril de 1.945, por ato do então interventor federal Júlio Strübing Muller, recebendo homenagem carinhosa das suas colegas e de seus alunos, após mais de 45 anos dedicados ao serviço público.

Era proverbial o seu nobre espírito de justiça que foi retratado na imprensa local pelo desembargador e acadêmico Antônio de Arruda, escrevendo ser um menino feio e pobre, que trabalhava antes de ir para a escola, onde num dia de prova chegou atrasado e foi impedido de participar dos exames, situação essa que só modificou com a intervenção da professora Alzira, a primeira pessoa que lhe dispensara simpatia humana ao  justificar-lhe o atraso.

Entre os guardados da família, conta-se expressiva dedicatória do historiador mato-grossense Estevão de Mendonça, aposta num velho livro “No país da Cerejeiras”, no qual o autor de “Datas Mato-grossenses” agradece a solidariedade da Mestra quanto esteve recolhido à Cadeia Pública Local, numa fase negra da nossa história, infestada por revoluções inexpressivas e sem objetivo justificável.

Muito nova ainda, perdeu a visão de um de seus olhos e poucos sabiam deste fato, pois jamais a impediu de dar ao trabalho total dedicação. No final dos seus 84 anos, enxergava minimamente e só tateando percorria as dependências da velha residência da família, na Praça Bispo Dom José, no Mundéu, onde viveu a maior parte da sua existência e hoje é sede da Justiça Federal. Sua vida foi simples e bela, merecendo a homenagem da Prefeitura Municipal de Cuiabá, que lhe deu o nome a um dos seus Grupos Escolares ou melhor, a um estabelecimento moderno e modelar, que foi inaugurado em 31 de dezembro de 1.972 na administração do Prefeito José Vilanova Torres.

 A Professora Alzira Valladares, faleceu em 18 de setembro de 1.965 e foi sepultada no jazigo da família, no Cemitério da Piedade, ao lado da Capela de Nossa Senhora da Piedade.

 

Equipe Gestora:

Direção: Roselayne Cristina Ferraz 

Coordenação: Fátima Pedroso da Silva Oliveira

Secretária: Kelly Cristine da Silva Matos

 

Endereço:

Rua: Avenida Brasil nº 883

Bairro: Jardim Cuiabá

Telefone:  3313-3034

CEP: 78030-600

 E-mail: emeb.alzira.valladares@cuiaba.mt.gov.br

                

EMEB PROFª ELZA LUIZA ESTEVES

 

Equipe Gestora:

Direção:  Francisca Maria B. Mendes

Coordenação: 

Secretária:  Carla Luzia da Silva Brito

 

Endereço: 

Rua: Av. Senegal S/N 

Bairro: Canjica

Telefone:  3113-3204  

CEP: 78050-000

 

EMEB PROFª ESMERALDA DE CAMPOS FONTES

 

Equipe Gestora:

Direção:  

Coordenação: 

Secretária:   

            

Endereço: 

Rua: 

Bairro: 

Telefone:  

CEP: 

 

EMEB PROFª FRANCISCA FIGUEIREDO DE ARRUDA MARTINS - CAIC ELDORADO

 

Histórico

Francisca Figueiredo de Arruda Martins, nasceu na cidade de Cuiabá, na Rua Nova, atual Avenida Dom Aquino, no dia 11 de fevereiro de 1896. De uma família pobre de onze irmãos, descendente do veterano da guerra do Paraguai, Sr José da Paixão de Figueiredo Falcão e da dona de casa Maria Conceição de Figueiredo. 

Formou-se em 1913, após ter estudado três anos no asilo Santa Rita, instituição gerenciada pelas irmãs salesianas, espaço este onde aprendeu a bordar e tocar piano. Matriculando-se no terceiro ano do grupo escolar, onde teve como professores Alzira Valladares; Almira Mendonça; Leovegildo de Melo; Aníbal de Toledo dentre outros, porém segundo a mesma, o professor que lhe deixou saudades foi Amarílio Novis, pela forma carinhosa que a tratava.

A professora Chiquinha, nome carinhoso à qual era conhecida, nunca utilizou a soletração e nem fez uso da palmatória em suas aulas, aprendizado este que obteve com os professores Leovegildo de Melo e Gustavo Kullmann.

Nomeada professora efetiva no governo de Dom Aquino, trabalhou inicialmente dois anos em Cuiabá, e posteriormente vinte e sete anos em Poconé, cidade esta para onde se mudou, após casar-se em 1919, com o Sr. Luiz de Arruda Martins, um pequeno fazendeiro local. 

Chiquinha encontrou muitas dificuldades em sua vida profissional, uma delas era o fato de ter que conciliar as atividades de mãe e educadora, uma vez que o marido estava sempre a trabalho na fazenda e, só nas férias é que desfrutava o convívio da família. Apesar das dificuldades viveu uma vida dedicada à família e aos amigos. Diferente de hoje, naquela época, não havia licenças de espécie alguma, posteriormente que veio esta concessão. Em compensação teve o apoio da sogra e de uma cunhada que muito lhe auxiliou nos cuidados e na educação dos filhos: Maria Benedita; José Figueiredo; João Batista; Therezinha de Jesus e Luiz Leônidas.

Nomeada diretora do grupo escolar em 1932, convivia bem com os professores, uma vez que sentia na carne o que é sofrer a arrogância de um diretor que não respeita as idéias dos demais educadores. 

Sempre com muita confiança no futuro, na alma dos seus alunos e preocupada com o aprendizado dos mesmos, Chiquinha acreditava sempre que todos podiam alcançar bons resultados. Assim, os alunos que não obtinham o rendimento necessário, eram chamados a fazer aulas de apoio no contra turno em sua casa, sem cobrar nada das famílias. E alguns alunos que fugiam da escola para tomar banho em um tanque  que ficava perto da cidade ela pedia para que o Sr Valeriano guarda da escola buscá-los  imediatamente para assistir as aulas. Certa vez um aluno disse a ela que não iria mais estudar a partir do quinto ano e que não iria fazer o exame, ao que respondeu imediatamente: “Só se você morrer, por que vivo você faz esse exame”, posteriormente este se tornou um dos melhores alunos.

Devotada ao trabalho, Chiquinha batalhou firme por trinta e seis anos, trabalhando mesmo quando se encontrava num quadro de maleita e com febre altíssima, faltando ao trabalho um dia por recomendações médicas.

Chiquinha gostava de organizar eventos como desfiles cívicos, cantos, comédias, apresentações teatrais, apresentações culturais dentre outras atividades festivas. Envolvia a família nestes eventos. Em uma destas apresentações, colocou sua filha Therezinha para fazer o papel de nhá Maruca, momento este que com certeza ela recordará por toda vida.

Por motivos políticos foi transferida de forma irregular para Cuiabá em 1946, fato este que a fez sentir-se injustiçada. Lecionou na escola reunida Leovegildo de Melo, sob a direção da professora Marieta Dutra, que desempenhava um trabalho admirável, segundo o olhar de Chiquinha. 

Aposentou-se em 1953. Chiquinha imaginou que teria tempo para cuidar da saúde e ter certo descanso, enganou-se, foi para a vassoura e fogão, pois o salário era muito baixo, não dava para ter empregada doméstica.

Segundo, Maria Benedita, filha mais velha, nunca a viu queixando ou reclamando da vida. Dona de uma memória histórica invejável, vez ou outra comentava com detalhes situações vivenciadas em seu passado que os filhos e netos jamais imaginariam que ela recordasse. 

Mulher crítica, e ousada para sua época. Não permitia abusos de alunos, colegas de trabalho (diretor), ou mesmo de governante. Argumentava claramente sua insatisfação e propunha mudanças.

Avó do governador Dante Martins de Oliveira e outras figuras ilustres do nosso Estado, poderíamos afirmar sem margem de dúvida que a mola propulsora da criticidade política da família teve forte influência com a professora Chiquinha . 

Faleceu na Avenida Floriano Peixoto, em 27 de novembro de 1994, nesta capital, próximo de completar 99 anos. 

 

Equipe Gestora:

Direção: Maria Rosa da Silva Santos

Coordenação: Elizabeth Torres Prates 

Secretária: José Luis Pinto da Silva

            

Endereço:

Rua: 01 S/N

Bairro: Jardim Eldorado

Telefone:  3313-3003

CEP: 78048-670

 

EMEB PROFº FRANCISVAL DE BRITO

 

Equipe Gestora:

Direção: 

Coordenação: 

Secretária: 

 

Endereço:

Rua: 

Bairro: 

Telefone:

 CEP: 

 

EMEB PROFª GRACILDES MELO DANTAS

 

Equipe Gestora:

Direção: Lindnei Rodrigues Vitório

Coordenação: Marilú Marqueto Rodrigues

Secretária: Simone Critina Figueiredo Oliveira

 

Endereço:

Rua: 15 Quadra 60 s/n

Bairro: Altos da Glória

Telefone:3649-2288

 CEP: 78000-000

 

EMEB PROFª GUILHERMINA DE FIGUEIREDO

Histórico:

Guilhermina de Figueiredo nasceu em Cuiabá, Mato Grosso, na Rua 13 de junho no dia 05 de junho de 1911, filha de João Lourenço de Figueiredo e de dona Francisca Isabel de Figueiredo, faleceu no dia 04 de julho de 1981 nesta capital.

    Cursou o 1º grau na escola Estadual Barão de Melgaço e o 2º grau na Escola Estadual Liceu Cuiabano, onde concluiu o curso normal. Segundo seu irmão Benedito de Figueiredo ainda vivo, era autodidata e como tal aprendeu outras profissões, como por exemplo, musica e para aperfeiçoamento fez curso de piano, no estado de Guanabara, hoje do Rio de Janeiro.

    Tem dois livros editados, um o ABC da Literatura e Lampejos d´alma, colaborou com a revista “A violeta”, ajudou a criar a Fundação Pio XII.

Nomeada por ato interventorial nº. 146 de 27 de março de 1937, para reger a cadeira de Português da Escola Normal Pedro Celestino desta capital durante o impedimento de efetivo, com posse a 19 de abril seguinte.

Classificada por Decreto Interventorial nº. 55.760 de 19 de março de 1943, na cadeira de Português, do então Colégio Cuiabano.

Nomeada por ato interventorial de 11 de abril de 1946, para exercer interinamente o cargo de professora padrão “J” da cadeira de Português, da Escola Técnica de Comércio de Cuiabá, tendo assumido o cargo a 15 do mesmo mês.

Classificada por decreto nº. 262, de 10 de julho de 1946, no padrão “K” de acordo com o decreto Lei nº. 769, de 1º de julho de 1946, como professora da Escola Técnica de Comercio.

Efetivada por Ato Governamental de 12 de fevereiro de 1948, de acordo com o Artigo 27, do Ato das disposições constitucionais transitórias da Constituição do Estado, no cargo de professora padrão “N” na Escola Técnica de Cuiabá.

Classificada no padrão “O” automaticamente a partir de 1º de janeiro de 1953, em fase do Art.03 da Lei Nº. 507 de 27 de outubro de 1952.

Nomeada por Ato Governamental de 30 de agosto de 1956, para reger cumulativamente a cadeira desdobrada de Português, na Escola Técnica de Comércio de Cuiabá. Posse 06/09/56.

Nomeada por Ato Governamental de 10 de dezembro de 1956, para reger cumulativamente a cadeira desdobrada de Português, na Escola Técnica de Comércio de Cuiabá.

Considerando-a em exercício a partir de 1º de março, último ficando assim retificado o Ato de 30 de Agosto de 1956. Classificada no padrão “U” automaticamente a partir de 1º de janeiro de 1957, em face do Artigo 1º da Lei nº. 895, de 29 de outubro de 1956. Classificada no padrão “X” automaticamente a partir de 1º de maio de 1962, enface do Art. 03 da Lei Nº1733, de 16 de maio de 1962. 

  

Equipe Gestora:

Direção: Márcia Domingas Pereira de Mouro

Coordenação: Dalva Barreto

Secretária: Joana do Carmo Rodrigues do Santos

 

Endereço:

Rua: Avenida Dante  Martins de Oliveira S/N

Bairro: Carumbé

Telefone:3313-3004

CEP: 78050-700

E-mail: emebguilherminafigueiredo@gmail.com 

 

EMEB PROFª JOANA DARK DA SILVA

 

Equipe Gestora

Direção: Watson Pereira Rezende

Coordenação: Laura Helena Ribeiro Pedroso 

Secretária: Juliana Moura Alves das Neves

 

Endereço:

Rua: M S/N      

Bairro:  Real Parque

Telefone:3313-3170

CEP: 78095-446

 

EMEB Professor Ezequiel Pompeu Ribeiro de Siqueira

 

Equipe Gestora

Direção: Eva Gonçalina de Campos

Coordenação: Francisney Rodrigues de Moura Silva

Secretária: Claudia Regina Luz da silva Amaral

 

Endereço

Rua: Manoel Leopoldino  n. 403 

Bairro: Araés

Telefone:3313-3083 3621-1399

CEP: 78005-550

E-mail: escola-siqueira@hotmail.com

 

EMEB PROFº FIRMO JOSÉ RODRIGUES

 

Equipe Gestora

Direção: Keitel Jorge Moreira Junior

Coordenação: Zilá de Farias Enore 

Secretária: Rosângela Maria do Amaral da Costa Sena

 

Endereço

Rua: Av. Principal  s/n

Bairro: Três Barra

Telefone:3313-3857

CEP: 78055-000

 

EMEB PROFª MARIA DIMPINA LOBO DUARTE 

 

Equipe Gestora

Direção: Maria de Lourdes Pereira Neves

Coordenação: Marilce da Costa Campos

Secretária: Carla Luiza da Silva Brito

 

Endereço

Rua: Av. Fernando Correa da Costa n. 4695

Bairro: Coxipó

Telefone: 36166813/36614178

 CEP: 78085-000

 

EMEB PROFª MARIA AMBRÓSIO POMMONT

 

Equipe Gestora

Direção: Rose Natalina da Silva

Coordenação: Jucinanda de Oliveira/Vânia Cristina 

Secretária: Terezinha Teodoro Carmona

 

Endereço

Rua: 1900 Q 30

Bairro: Jardim Imperial

Telefone: 3313-3190

CEP: 78075-820

 

EMEB PROFº ONOFRE DE OLIVEIRA

Histórico:

A EMEB ONOFRE DE OLIVEIRA foi criada pelo Decreto 3.349, de 02 de abril de 1997. As atividades escolares tiveram início no dia 18 de abril de 1996.

 

Equipe Gestora

Direção:  Ordinete Cosme  Dias Medeiros

Coordenação: Margarida França Vieira Bertolino

Secretária: Suellen Cristina de Amorim

 

Endereço

 Rua: Marcos da Luz s/n

 Bairro: Pascoal Ramos

 Telefone: 3313-3102

 CEP: 78098-120

 

EMEB PROFº RAFAEL RUEDA 

Histórico:

Localizada na periferia urbana da cidade de Cuiabá, iniciou suas atividades em um Barracão improvisado com salas de aula em 1994. Após dois anos foi construído o atual prédio.

 

Equipe Gestora

Direção: Solange da Silva Santos

Coordenação: Eliane Souza Pereira 

Secretária: Adão Laudelino da Silva

 

Endereço

Rua: Av. Principal  s/n

Bairro: Jardim Umuarama

Telefone:3649-8895

 CEP: 78.070.710

 E-mail: Emebrafaelrueda_@hotmail.com

   

EMEB PROFº RANULPHO PAES DE BARROS

 

Equipe Gestora:

Direção: 

Coordenação: 

Secretária: 

 

Endereço:

Rua: 

Bairro: 

Telefone:

CEP: 

 

EMEB PROFª RITA CALDAS CASTRILLON 

  

Equipe Gestora:

Direção: 

Coordenação: 

Secretária:  

 

Endereço:

Rua: 

Bairro: 

Telefone:

CEP: 

 

EMEB PROFª TEREZA LOBO

 Histórico

A professora Tereza Lobo nasceu a 15 de outubro de 1895, filha de Francisco de Arruda Lôbo e Amélia Lôbo. Faleceu em 06 de janeiro de 1954, era casada com o Coronel Daniel de Queiroz, era a 3ª filha na escola de nascimento sendo 3 irmãos e 4 irmãs.

 

Equipe Gestora:

Direção: Ana Francisca Peres de Assis Pinho

Coordenação: Neusa Maria Fernandes Martins

Secretária: Zemira de Moraes Oliveira 

 

Endereço:

Rua: Av. Carmindo de Campos n. 3622

Bairro: Dom Aquino

Telefone:3313-3037   3624-0382 (orelhão)

CEP: 78015-150

 

EMEB QUINTINO PEREIRA DE FREITAS

 

Equipe Gestora:

Direção: Sidrolina Barbosa Lima da Silva

Coordenação: Antônia Corsina Lima dos Anjos

Secretária: Iracema Ovidio Pereira

 

Endereço:

Rua: Av. Padre Emido Reinners

Bairro: Canjica

Telefone:3313-3231

CEP: 78000-000

 

EMEB PROFº ZEFERINO LEITE DE OLIVEIRA

 

Equipe Gestora:

Direção: Zanilda Gil do Amaral

Coordenação: Eliza Maria Pinto 

Secretária: Adir Pinto da Cruz

 

Endereço:

Rua: Av. Newton Rabelo  de Castro S/N

Bairro: Pedra 90

Telefone:3616-6840

 CEP: 78000-000

 

EMEB SANTA CECÍLIA

                                             

Equipe Gestora:

Direção:  Josefina Cáceres Neves

Coordenação: Telma Aparecida L. Fernandes Silva 

Secretária: Cristiane Moraes da Costa

 

Endereço:

Rua: Capitão Iporã n. 162

Bairro: Pico do Amor

Telefone:3333-3180

CEP: 78000-000

 

EMEB SÃO JOÃO BOSCO

 

Equipe Gestora:

Direção:  Claudete Avila Scarinci

Coordenação: Francisney Rodrigues de Moura Silva

Secretária: Thelma da Costa Santana

 

Endereço:

Rua: Professora Silvia Curvo. s/ n

Bairro: Cidade Alta

Telefone:3313-3073/ 3637-4355

CEP: 78030-440

 

Histórico

A EMEB. São João Bosco surgiu da necessidade da comunidade deste bairro partindo do desejo das mães que seus filhos tivessem um local que pudessem assisti-los através de aulas de reforço como forma de melhorar a qualidade de ensino, como também alternativa para que eles não ficassem nas ruas enquanto se ausentavam de sua residência para se dirigirem ao trabalho.

 Neste momento histórico na Paróquia São João Bosco, que fica situada a Avenida Jornalista Alves de Oliveira neste bairro, contava com a participação constante das Irmãs Azuis, religiosas do Colégio Notre Dame de Lourdes no sentido amplo da religiosidade, mas também atuantes na busca de melhoria social oferecendo uma maior qualidade de vida a esta comunidade.

 Mediante a esta necessidade, essas religiosas, salientamos a dedicação das irmãs Eucalita e Rosemar por terem iniciado esta mobilização social, realizaram assim um cadastramento das crianças deste bairro como forma de levantarem dados concretos para subsidiá-las na busca de resolução desta situação problema. 

 Iniciou-se a busca pelo apoio financeiro em diversos estabelecimentos comerciais do bairro contando também com ajuda de voluntários de pais de alunos do Colégio Notre Dame de Lourdes e da comunidade através do dizimo arrecadado nas missas da paróquia.

 Assim, esta instituição educacional e social iniciou seu funcionamento no ano de 1991 nas dependências da Paróquia São João Bosco nos períodos matutino e vespertino, sob a responsabilidade administrativa da Irmã Rosemar.

 Segundo relatos orais da comunidade, a Irmã Rosemar foi atuante na busca de alternativas que pudesse cumprir e subsidiar esta instituição educacional no que se refere as necessidades financeiras.

 Através de dados orais, constatamos que membros desta comunidade tiveram papel significativo pela dedicação espontânea, oferecendo assim seu trabalho através de realizações de feiras semanais com materiais arrecadados com o objetivo de angariar fundos.  Dentre os diversos membros desta comunidade destacaram-se as Senhoras Silvia e Terezinha.

 Desta forma, o dinheiro arrecadado através das realizações das feiras efetuava-se o pagamento das funcionarias Bermildes (merendeira) e Vanirde (ASG), conhecida como Tete, e Senhora Cassiana.

 Com o passar dos anos, o numero de alunos foi se ampliando chegando a atender 100 por período, surgindo assim a necessidade desse estabelecimento transformar-se em escola municipal e nesse período a Irmã Rosemar indicou a Senhora Clotilde para assumir a administração.

 Diante disso, houve uma nova época de muitas lutas seguidas de infinitas dificuldades e segundo relatos da comunidade, realizou nessa época a segunda eleição para presidente de bairro, que teve como eleito o Senhor Antonio Taques, que muito contribuiu pela busca desta mudança através de inúmeros ofícios encaminhados e reuniões realizadas com o Senhor Prefeito Jose Meirelles.

 A comunidade teve papel fundamental também nesta reivindicação através de reuniões internas e externas com vereadores e deputados.

 Durante esse processo de luta, a primeira conquista foi aceitação do senhor prefeito no sentido de transformá-la em escola municipal, mas quanto a estrutura física foi solucionada através de reuniões entre as Irmãs Azuis e a Prefeitura Municipal de Cuiabá em estar cedendo o espaço físico da paróquia em forma de locação.

 Diante disso, os profissionais da educação passaram a ser funcionários municipais.

 Em seguida, este estabelecimento educacional passou a atender no período noturno uma turma de Alfabetização para Adultos contendo 30 alunos.  De acordo com relatos, esta exigência seria um dos requisitos para que fosse construído o prédio escolar.  Assim, as Senhoras Silvia Lima de Moura e Ninita Rodrigues de Amorim tiveram papel significativo pelo desempenho em registrar na comunidade esses 30 alunos adultos em um período quase que impossível.

 Segundo informações, no período noturno havia constantes fiscalizações na turma de alfabetização, pois queriam constatar se realmente havia a necessidade da construção do prédio.

 Em razão disso, a luta era constante para que não houvesse evasão e faltas significativas.  Neste período a diretora já era eleita pela comunidade, a professora Carmem Cinira Siqueira Leite, que permaneceu nessa função durante 10 anos.

 Diante de constantes buscas, no ano de 1994 esta unidade escolar ganhou sua sede própria contendo em sua estrutura física: 4 salas de aula, 4 banheiros, 1 almoxarifado, 1 diretoria/secretaria, 1 dispensa, cozinha e área interna coberta.

 

EMREB RIO DOS PEIXES

Histórico

Está localizada na BR – 364, Km 10, na comunidade de Rio dos Peixes, sua trajetória começa em 1983, com a implantação da Escola Rural Mista de Aricá, localizada a margem da BR – 364, na região do Rio Aricá, para atender os filhos dos funcionários das chácaras e fazendas. Na época não tinha sede própria, funcionava na casa da professora  Luzia, que não era proprietária do lugar onde morava e costumava trocar de residência e com ela a escola acompanhava.

Em 1985 a professora Luzia muda para a região de Rio dos Peixes, trazendo com ela a escola.  No ano de 1986 o senhor Zezinho, doou uma área para a Prefeitura construir um prédio Escolar, foi construído e a escola legalizada através do Decreto 1440/86.   

No ano de 1994, a Secretaria Municipal de Educação implanta na Zona Rural o “Projeto Transpor”, vindo a desativar a escola e seus alunos foram transportados para outras Unidades na região do Coxipó.

Em 1999 por solicitação da comunidade, a escola é reativada, com a denominação de Escola Rural Mista Rio dos Peixes (Decreto 3.900/99).

 

Equipe Gestora:

Direção: 

Coordenação: 

Articuladora: 

Secretário: 

 

Endereço:            

Comunidade Rural de Rio dos Peixes (BR 364 Km 18)

Telefone:

E-mail:

 

EMREB SÃO BENTO BANDEIRA 

HISTÓRICO

Localizada na região de Bandeira, próximo da margem direita do rio Bandeira,  18  Km da sede do Município.  Por solicitação da comunidade para atender os filhos dos trabalhadores das chácaras e pequenos lavradores,  a Secretaria Municipal de Educação autoriza  em 1992 o atendimento educacional da comunidade, com a criação da Escola Rural Mista de São Bento Bandeira que começou a funcionar em um pequeno espaço da casa do senhor Praxedes até 2001.

Com a doação de uma área para a prefeitura em 2002, a Secretaria Municipal de Educação construiu uma sala de aula própria para atendimento dos alunos.

Atualmente onde está localizado o Prédio Escolar, não possui mais aluno para essa escola, a residências deles estão na proximidade da rodovia Emanuel pinheiro

 

EMEB SENHORINHA ANA ALVES DE OLIVEIRA

Histórico:

A EMEB “Senhorinha Ana Alves de Oliveira”, antigamente era conhecida como Escola Rural  “Baú Ribeirão”, pois o pequeno bairro existente em 1987, chamava-se Baú Ribeirão, hoje é chamado de Jardim Vitória.

A Escola Senhorinha Ana Alves de Oliveira, foi criada pelo nº 1127/85, autorizada sob nº 321/92 e reconhecida sob nº 3277/92.

A mudança do nome da Escola Baú Ribeirão para Senhorinha se deu no dia 28/10/94 às 16:00 hs, realizado com toda a comunidade interna e externa, juntamente com o Presidente de Bairro, onde o assunto em pauta era a nova denominação, ou seja o novo nome para esta escola que até esta data era EMPG “Baú Ribeirão”, a Secretaria Municipal de Educação se fez presente com sua representante Professora Cilene Maria Lima Maciel.

Os nomes indicados fora: Gervásio Leite, nome apresentado pela SME, Senhorinha Ana Alves de Oliveira, nome apresentado pela secretária da Escola Juracy Fernandes Evangelista, por ter uma vida atuante dentro da educação de Mato Grosso e Roberto Aparecido, nome apresentado pela comunidade, pois ele foi vice presidente do bairro Jardim Vitória e morreu queimado dentro do seu carro Fusca no trevo da Rodovia Emanuel Pinheiro KM 06 próximo ao posto da polícia rodoviária. O nome Roberto Aparecido venceu com a maioria dos votos, 16 no total, só que ele não era daqui, era do Paraná, com sua morte a viúva foi embora, assumindo o segundo lugar com 09 votos Senhorinha Ana Alves de Oliveira.

A Escola está localizada próxima a Rodovia Emanuel Pinheiro KM 06 e é vizinha dos bairros Jardim Florianópolis e Jardim União.

 

Equipe Gestora:

Direção: Nilce Ferreira Soares

Coordenação: Maria Aparecida Andrade 

Secretária: Maria Aparecida Alves de Oliveira

 

Endereço:

Rua: Av. Emanoel Pinheiro s/n

Bairro: Jardim Vitória

Telefone:3313-3205

CEP: 78055-000

E-mail: Senhorinhaana2010@hotmail.com

  

EMEB SÃO SEBASTIÃO

Histórico:

A escola São Sebastião foi criada em 1987 e atende alunos da Educação Infantil e o Ensino Fundamental.   

 

Equipe Gestora:

Direção: Vitório Sales da Cruz

Coordenação: Carmem Lúcia Gonçalves Ribeiro Ferreira 

Secretária: José Ronaldo do Espirito Santo

 

Endereço:

Rua:  São Jerônimo  n. 502

Bairro: São Sebastião

Telefone:3313-3101 / 3667-1385 

 CEP: 78098-240

 

EMEB SENADOR DARCY RIBEIRO

Histórico:

A Escola iniciou suas atividades no dia 10/03 /97, logo após reivindicações da comunidade junto à Secretaria Municipal de Educação.  Em seu primeiro ano de funcionamento foram matriculados 689 alunos, distribuídos nos três períodos com o Ensino da Educação Infantil à 8º série.

A escola recebeu o nome do Patrono Darcy Ribeiro por ter ocorrido seu falecimento nas vésperas da sua inauguração. Sendo uma ilustre figura na sociedade brasileira por sua luta em prol da educação.  Ele nasceu em Montes Claros,  Minas Gerais, em 26 de Outubro de 1922 e morreu no dia 17 de fevereiro de 1997.

A primeira década de sua vida profissional foi dedicada principalmente ao trabalho de campo entre tribos indígenas da Amazônia e do Brasil Central. Foi ele quem fundou a Universidade de Brasília e criou o Museu do Índio. No exterior prestou assessoria na Educação aos governos do Uruguai, Venezuela, Chile e Peru.

Em 1956, iniciou sua carreira universitária como professor de Etnologia da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro, que culminou com sua nomeação, em 1961, para o primeiro Reitor.

Em 1962, Darcy iniciou uma carreira ao ingressar na vida política como Ministro da Educação e Cultura do Brasil. Nesse período, projetou e pôs em execução o primeiro Plano Qüinqüenal de erradicação do analfabetismo, de reorganização e democratização do sistema de Ensino secundário e lançou bases da reforma da estrutura universitária. Foi Reitor da Universidade de Brasília, foi chefe da Casa Civil no governo do Presidente João Goulart.  Em 1992 elegeu-se Senador cujo mandato iria até 1999, enquanto Senador foi o relator da LEI Nº. 9394/96 que trata das DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL e trabalhou intensamente para o governo sancionasse a lei que torna obrigatória a doação de órgãos no Brasil. Como Vice-Governador  notou o quanto os governos anteriores não gostavam da organização do carnaval carioca e criou o Sambódromo da Sapucaí.  No Rio, criou a Biblioteca Pública Estadual e teve a idéia de aproveitar o Sambódromo para abrigar uma grande escola com 200 salas de aulas. 

 

Equipe Gestora:

Direção: Valéria Cristina Soares de Campos

Coordenação: Valdir Xavier da Silva 

Secretária: Lauro Flávio Sebalhos

 

Endereço:

Rua:  18 Q 17 s/n

Bairro: Jardim Industriário I

Telefone:3313-3103

CEP: 78098-840

 

EMEB SENADOR GASTÃO DE MATOS MULLER

Histórico

Gastão de Mattos Muller nasceu em Três Lagoas (MS) em 04/05/1924. Filho de Fenelon Muller e Alzita de Mattos Muller, casado com Maria da Glória de Moura Muller, com quem teve 03 filhos (casou-se em 1947), cursou o antigo primário no grupo escolar “Barão de Melgaço” – secundário no colégio Salesiano e Escola Técnica de Comércio de Cuiabá, Bacharel em Direito pela UFMT – 1ª turma de 1961. Foi professor de história geral – catedrático (concurso) História do Brasil, professor de didática e pedagogia, professor de geografia e teoria geral do estado atuando no colégio Liceu Cuiabano, Ginásio Brasil, Escola Normal “Pedro Celestino” e Faculdade Federal de Direito de Cuiabá. Foi diretor e ex-proprietário do Ginásio Brasil em Cuiabá e diretor do Colégio Liceu Cuiabano.

Na política participou dos quadros dos extintos PSD, ARENA E MDB, como membro, presidente de diretório, secretário-geral, tesoureiro e outras funções. Exerceu os seguintes cargos efetivos: 1-

Nome Parlamentar: Gastão Muller; 2- Suplente de senador – eleições realizadas em 1962 – exerceu a senatoria por duas vezes em 1963 e em 1965, durante as licenças do titular; 3- 1º suplente de deputado federal pela ARENA, eleições realizadas em 1966; 4- Deputado Federal pela ARENA de Mato Grosso, tomou posse em 23/10/69; 5- Eleito Deputado Federal em 1970; 6- Reeleito Deputado Federal em 1974; 7- Eleito Senador em 01/09/78 (via indireta); Senador empossado em 01/02/79.

Foi membro da Associação Mato-grossense de imprensa e diretor do Jornal “O Social

Democrata”. Participou de inúmeras atividades desportivas, sendo campeão de “Bola ao Cesto” pelo Clube Esportivo Dom Bosco em 1954, campeão de futebol pelo Mixto Esporte Clube em 1941, foi membro do Conselho Regional de Desportos de Mato Grosso e membro da Comissão Desportiva de

Brasília entre outras.

Foi membro do Instituto Histórico de Mato Grosso (1957), membro do Rotary Clube de Cuiabá e da Loja Maçônica Acácia Cuiabana, membro do Conselho Regional de Geografia e membro relator da comissão de julgamento de livros didáticos, membro efetivo da Sociedade Mato-grossense do Folclore (1958). Participou de congressos e seminários como professor e como aluno da Faculdade de Direito de Cuiabá.

A escola foi fundada em 1º de Julho de 1996 em caráter emergencial para atender a demanda da clientela existente. Para a escolha do nome atual, foi proposta pelos alunos, professores e moradores uma eleição. Surgiram vários nomes entre os quais: da ex-secretária municipal de educação Professora Maria das Graças “Gracinha” e Senador Gastão de Matos Muller. A escola foi posteriormente transferida para prédio próprio, inaugurado em 30 de Dezembro de 1996, tendo as suas instalações definitivamente mudadas em 06 de Janeiro de l997, com a denominação de ESCOLA MUNICIPAL DE 1º GRAU “SENADOR GASTÃO DE MATOS MÜLLER”.

 

Equipe Gestora:

Direção: Elza Maria Kerkhoff

Coordenação: Maria Rita Martins Ojeda 

Secretária: Mamede Ortega dos Santos

 

Endereço:

Rua:  Av Integração 

Bairro: Pedra 90- 3ª Etapa

Telefone:3313-3260

CEP: 78058 320

Email: emebgastaomuller@gmail.com

 

EMEB SILVA FREIRE 

 

Equipe Gestora:

Direção:  

Coordenação:  

Secretária: 

 

Endereço:

Rua: 

Bairro: 

Telefone: 

CEP: 78000-000

 

EMEB SILVINO LEITE DE ARRUDA

Equipe Gestora:

Direção:  Adalgisa Soares Pereira de Arruda

Coordenação:  Francisca Marlete Bezerra Varanda

 Secretária: Altair Antonio Ferreira Filho. 

 

Endereço: 

Rua:  Rua nº 176

Bairro: Bairro: Planalto

Telefone:  3313 3010

CEP:  78058-664

E-mail: emebsilvino@gmail.com

 

EMEB TEN. OCTACÍLIO SEBASTIÃO DA CRUZ

Equipe Gestora:

Direção: Marinalva de Barros Neves

Coordenação: Elizabeth do Santos Rosa de Souza

Secretária: Lucinéia Espirito Santo de Pinho Daltro

 

Endereço:

Rua: 46 Quadra 14  Nº 31

Bairro: CPA III setor IV

Telefone:3646-7194

CEP: 78058-4500

E-mail: emeboctaciliosebastiao@gmail.com 

 

Histórico

A Escola Tenente Octacílio S. da Cruz , surgiu a partir de uma luta da Associação  de  Moradores do CPA III , administração “Carlito  Cruz” com os moradores dos setores I ,3 e  4, junto a Prefeitura em 1987 . No ano de sua fundação , ela funcionou no Centro Comunitário  “Aurélio Cândido da Cruz” no Setor  03 – CPA  III , como  emergencial. Em  14/03/88 inaugurou o prédio novo , onde está instalado até hoje , mas em 88, ainda continuou funcionando no Centro Comunitário a Pré-Escola . 

            O nome da escola em 1987, foi uma sugestão do 1º presidente da Associação de Moradores em 1988 após a inauguração do novo prédio, houve uma eleição entre todos os moradores dos setores 3 e 4, pois havia outros nomes concorrendo e o nome vencedor foi este que a escola tem até hoje.

            O patrono da escola “Tenente Octacílio Sebastião da Cruz”, começou sua vida profissional no exército, no qual chegou a tenente, nunca trabalhou diretamente na educação, mas criou 8 filhos com maior dedicações, sendo apenas 3 filhos frutos do seu casamento e 5 filhos eram crianças órfãs  e abandonadas e a admiração do seu filho, sendo um entre os cincos órfãos adotados que na época era presidente da Associação de Moradores “Carlito Cruz” que levou a sugerir o nome do seu pai para patrono desta escola.

           O 1º diretor foi o professor “Luiz Cabral”, que teve um mandato de dois anos, indicado, isto é, em 87 foi aprovado no teste de seleção e em 88 passou pôr eleição.

           

EMEB TEREZA BENGUELA

 

Equipe Gestora:

Direção:  Adalgisa Soares Pereira de Arruda

Coordenação:  Francisca Marlete Bezerra Varanda

 Secretária: Altair Antonio Ferreira Filho 

 

Endereço: 

Rua:  

Bairro: 

Telefone:  3313 xxxx

CEP: xxxxxx

E-mail: 

 

ESCOLAS DO CAMPO

     A Educação do Campo é a gênese da educação brasileira. Mesmo sem essa denominação o fato é que as primeiras escolas iniciam com características daquilo que hoje chamamos Educação do Campo. Essa longevidade não lhe assegura, no entanto, um status que permita enxergar a qualidade do ensino. Pelo contrário, na medida em que ocorre a urbanização do país, depois de 1960, a população do campo se vê vitimada pela exclusão e, especificamente na educação, quando existiam as escolas denominadas rurais, essas tinham a precariedade como premissa. Isso não foi diferente no município de Cuiabá. De fato essa história só se modifica a partir de 1985, na brisa do processo de redemocratização do país e com a eleição para prefeito da capital. 

     Foi com o Prefeito Dante de Oliveira que as salas de aula que funcionavam nas casas dos professores leigos foram substituídas por prédios próprios. Porém, mais que uma nova edificação, ali nascia uma nova concepção para as escolas rurais. Os professores leigos, além de espaço apropriado para a prática pedagógica, tiveram direito à habilitação no magistério, os conteúdos reproduzidos de livros didáticos deixaram de ser utilizados e, em seu lugar, entraram a produção própria e com concepção local, produzida nos constantes cursos de qualificação em serviço a que os professores participavam. Qualificação que se constituiu em habilitação. Habilitação que ajudou na construção da identidade da escola do campo.

     No entanto, o termo Educação do Campo se firma no contexto educacional  a partir da Primeira Conferência Nacional Por uma Educação Básica do Campo, realizada em Luziânia (GO), em 1998. De fato “esse encontro defendeu o direito dos povos do campo às políticas públicas de educação com respeito às especificidades, em contraposição às políticas compensatórias da educação rural”, conforme descrito em Escola Ativa – orientações pedagógicas para formação de educadores e educadoras (MEC, 2009).

      Em 1994, com o objetivo de romper as barreiras que a educação rural enfrentava, a Secretaria Municipal de Educação implantou o Projeto Transpor com o propósito de assegurar o transporte para os alunos e garantir-lhes o acesso às séries finais do ensino fundamental. Para tanto foram nucleadas escolas multisseriadas, que além do acesso asseguraram aos alunos a continuidades dos estudos. Registre-se que a primeira escola nucleada, Udeney Gonçalves de Amorim, já oferece o ensino médio em parceria com a Secretaria Estadual de Educação. 

     Atualmente as escolas rurais atendem a um total de 2170 alunos na educação básica, inclusive com oferta de educação infantil. 

     A estrutura funcional das escolas nucleadas é constituída pelo diretor, coordenador e secretário, sendo esses eleitos conforme preceitua a Lei da Gestão Democrática. Já as escolas unidocentes têm direção, coordenação pedagógica e secretário, centralizados na sede da Secretaria de Educação, mais precisamente na Diretoria de Políticas Pedagógicas.

 

Altos da Colina

Barreiro Branco

Bom Jesus

Dr. Estevão Alves Correa

Herbert de Souza

Nossa Senhora Penha de França

Nova Esperança

Novo Renascer

Profª Benedita Xavier Rodrigues

Profª Hilda Caetano de Oliveira Leite

Profº Udeney Gonçalves de Amorim

Rio dos Peixes

 

Três Pedras

 

 

EMREB TRÊS PEDRAS 

 

HISTÓRICO

Está localizada na comunidade Rural de Três Pedras, distante a 50 Km da sede do Município, na margem da estrada velha que dá acesso ao Município de Acorizal,  a comunidade local tem como atividade econômica, Agricultura de Subsistência (Agricultura Familiar), Pesca e salários provenientes de trabalho em chácaras de lazer.

 

A Escola foi criada em 1956 através do Decreto 104/56, funcionando pela Rede Estadual de Educação em espaço físico improvisado e cedido por comunitário.  Na primeira metade da década de 80, a Rede Estadual repassa a escola para a Rede Municipal, no ano de 1986 por solicitação da comunidade a Secretaria Municipal de Educação construiu  o Prédio Escolar, onde atualmente  funciona a escola.

 

EMREB ALTOS DA COLINA

 

A EMREB Altos da Colina está situada no Assentamento Coivaras, localizada no extremo norte do Município, divisa com os municípios de Acorizal e Chapada dos Guimarães,  86  Km da sede  do Município de Cuiabá, atende alunos procedentes das comunidades: Pico do Amor, Torre Gino,  Jordão e do próprio assentamento.  A atividade econômica local predomina Agricultura de Subsistência (Agricultura Familiar).

O Assentamento Coivaras começou a partir de 1999, quando as primeiras famílias começam a  mudar para a região, sendo um dos primeiros moradores o senhor Sebastião que contribuiu para organizar as famílias, no ano de 2001 o Intermat organiza o Assentamento, dividindo os lotes, assentando por definitivo as famílias, que se organizam e criam a Associação de Mini e Pequenos Produtores Rurais, sendo o primeiro presidente o senhor Sebastião.  Em 2002, a Associação solicita da Secretaria Municipal de Educação o Atendimento Escolar, após vária solicitações e reuniões, a Secretaria construiu um prédio escolar e começa as atividades escolares em 2003, sendo a primeira professora a senhora Edna da Trindade e a senhora Leonora a primeira merendeira.

O nome de Altos da Colina para a escola, foi sugestão da comunidade pela localização numa região com altitude de 640  metros.

 

EMREB BARREIRO BRANCO

 Histórico

Localizada na Comunidade de Barreiro Branco, um bairro suburbano  da capital,  região norte, distante a 5  Km  do perímetro urbano,  é uma localidade formada por micro propriedades, denominadas de chácaras.

O bairro originou-se  de uma invasão em 1989,  sendo um dos líderes o senhor Olivar,  após a posse dos lotes pelos moradores, a comunidade solicita a implantação de uma escola na região para atender os seus filhos.  Em 1991, a Secretaria Municipal de Educação construiu em parceria com a comunidade um Prédio Escolar.  As atividades escolares começam propriamente dito em 1992, sendo o primeiro professor o senhor Delson.

 

Endereço

Comunidade Rural de Barreiro Branco

  

EMREB BOM JESUS

 Histórico

 Localizada no Assentamento Pai Joaquim, região da Gleba Baús, no norte do Município de Cuiabá, divisa com o Município de Acorizal, distante a 60  Km da sede do Município, atividade econômica da comunidade , predomina Agricultura de Subsistência (Agricultura Familiar).

O Assentamento teve início em 1999, com a chegada dos primeiros assentados.  Somente em 2003 após várias solicitações da comunidade para a Secretaria, começou o atendimento da educação no local, como não existia Prédio Escolar, o atendimento começou improvisado em um barracão aberto da Associação de Pequenos Produtores Rurais com a professora Benedita Sales de Castilho e a merendeira Dailza de Jesus.

 

EMREB NOSSA SENHORA APARECIDA DA PENHA DE FRANÇA

  

Equipe Gestora:

Direção:   Ednilson Albino de Carvalho

Coordenação:   Mirian Margareth de Oliveira Zanca

Secretária:   Lúcia Pedroso Alves  

            

Endereço:

Rua: Central  

Bairro:  Distrito do Coxipó do Ouro

Telefone: 65 3641 3898 (telefone público)  

CEP: 78102000

E-mail: emrebpenhadefranca@gmail.com

Blog da escola: emrebpenhadefranca.blogspot.com

 

Histórico:

 

A EMREB Nossa Senhora da Penha de França é “herdeira” da Escola Mista do Coxipó do Ouro que tem sua criação datada de 1919 através do decreto estadual de número 477, dentro do contexto das Reformas do ensino primário que culminaram na abertura das escolas públicas nas vilas de Mato Grosso com o advento da República. 

Compreendemos também, que a relação histórica da EMREB Nossa Senhora da Penha de França vincula-se a outros processos educativos anteriores desenvolvidos desde o final do século XIX na região do Distrito Coxipó do Ouro.

Na segunda metade do século XIX com a instalação da Fábrica de Pólvora do governo Imperial a aproximadamente dois (2) quilômetros da Vila do Coxipó do Ouro, desde os anos de 1890 uma média de vinte (20) alunos filhos dos empregados e escravos da nação recebiam aulas na secretaria da fábrica funcionando como escola isolada atendendo os estudantes de forma mista.

Na década seguinte, já no período republicano, esta escola é transferida para a Vila do Coxipó do Ouro atendendo aos estudantes que ainda permaneciam nas dependências da Fábrica de Pólvora, alem daqueles que moravam na vila e seu entorno. Já que uma das finalidades dos Grupos Escolares era o de agrupar em só local as escolas avulsas ou isoladas.  

Em 1909, há registro de um processo de seleção de profissionais para atuarem nesta unidade de ensino que consideramos como o primeiro concurso público para “provimento efetivo da Escola Mista do Coxipó do Ouro”.  Nesta ocasião foi aprovada para a vaga de professora neste concurso a jovem Esmeraldina da Silva Paes.

Construída em terreno doado pela Igreja Nossa Senhora do Rosário, na comunidade Coxipó do Ouro, desde a criação da Escola Mista do Coxipó do Ouro até no ano de 1980, esta unidade esteve sob a responsabilidade da Secretaria Estadual de Educação – SEDUC/MT. Dentro do processo de municipalização das series iniciais a referida escola passou para a responsabilidade da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Cuiabá sob o decreto n.º 408 de 1981 com o nome de Escola Municipal Rural Nossa Senhora da Pena de França e ainda trabalhando com as chamadas séries primárias - 1ª a 4ª série e ainda de forma multisseriada.

Em função da demanda e forte mobilização da comunidade escolar no ano de 2000 iniciou com implantação gradativa o ensino médio noturno na unidade numa parceria entre a Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá e a Secretaria de Estado de Educação.

Em 2009 o Conselho Estadual de Educação ao analisar o funcionamento deste Ensino Médio identificou que o Conselho Municipal não tinha competência fazer estas autorizações e reconheceu por parecer específico e convalidou os estudos até então, autorizando a EE Antonio Epaminondas a certificar os alunos concluintes em 2009, tendo em vista que a SEDUC anexou as três escolas a esta escola estadual.

Desde a sua criação até no ano de 1980, esta escola esteve sob os cuidados da Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso - SEDUC, funcionando como uma Escola Mista. No ano de 1980, sob o decreto n.º 408/81, a escola passa a ser administrada pela Secretaria Municipal de Cuiab, ainda trabalhando da 1ª a 4ª série de forma multisseriada.

Nas comunidades: Arraial dos Freitas, São Jerônimo, Jurumirim (ponte de ferro), Maria Hipólita, Rios dos Médicos e Recanto Tranqüilo, localizadas no entorno do Distrito do Coxipó do Ouro também ofertavam educação “primária” de 1ª a 4ª série. 

Com a implantação do “projeto transpor” pela Secretaria Municipal de Educação em 1998, levou a cabo a nucleação das escolas multisseriadas da zona rural de Cuiabá, a partir deste momento ocorre à incorporação de forma gradativa dos alunos vindos das comunidades vizinhas. 

Desta forma a EMREB Nossa Senhora da Penha de França passa ofertar gradativamente as séries finais do Ensino Fundamental: em 1998 inicia com a 5ª e 6ª séries, em 1999 a 7ª série e em 2000 a 8ª série. 

Os vínculos entre esta Unidade de Ensino e a SEDUC foram retomados através do convênio firmado entre SME e SEDUC para oferta do Ensino Médio dentro do regime de colaboração. Este de forma gradativa.

 

EMREB NOVA ESPERANÇA

Histórico:

A história enquanto escola partiu da necessidade de alguns moradores que, tendo filhos em idade escolar, reuniram-se e decidiram contratar uma professora que morava na Cohab São Gonçalo, para ministrar aulas nesta comunidade. Como não havia uma sala apropriada para a professora ministrar as aulas, esta ia com os alunos, carteiras e quadro, a cada dia na casa de um morador e até mesmo em uma casa de prazeres, pois esta só funcionava à noite,  durante o dia ficava vazia.

Durante as aulas alguns alunos sentavam no chão, porque não tinha carteiras para todos. Observando as dificuldades pelas quais a professora e os alunos passavam na época de chuva e frio durante o trajeto de volta para casa, pois eram obrigados a andar por trilhas abertas no meio da mata, porque não havia estrada e os moradores moravam longe uns dos outros; os moradores, sensibilizados com a situação e a necessidade de uma escola no bairro, resolveram doar materiais para a construção de uma sala de aula. A merenda, fruto de doações realizadas pelos pais, era feita embaixo de um pequizeiro que ficava ao lado da sala. A água utilizada, tanto para beber como para confeccionar a merenda, muitas vezes era buscada no Rio Aricá.

Por volta de 1990, quando a escola já estava levantada, um vendaval levou todo o telhado e novamente a comunidade se organizou e comprou novas telhas e cobriu a escola. Mais tarde foi construída mais uma sala de aula, a cozinha e dois banheiros. Na época em que a prefeitura de Santo Antônio de Leverger assumiu a administração da escola, contratou uma professora e uma merendeira.

Em 1993, começou uma negociação entre a administração de Santo Antônio do Leverger e Cuiabá sobre quem ficaria com a responsabilidade da administração da escola. Em 1994, a EMREB “Nova Esperança” passou ser de  responsabilidade da SME de Cuiabá.

Com a implantação da Lei de Gestão Democrática, a escola tem sua primeira diretora eleita: a professora Maria Oliveira Amorim, que permaneceu por três anos frente aos trabalhos da escola. Já na eleição seguinte, a nova administração foi marcada por um período difícil, sendo necessária à intervenção da Secretaria Municipal de Educação, até os dias atuais.

Com o passar dos anos, fruto da construção coletiva, a unidade escolar começou a deslumbrar novos caminhos, conquistando algumas vitórias: cercadura do pátio, transporte escolar, computadores para uso da secretaria e professores.

 

Equipe Gestora:

Direção:  Edenilza Monteiro dos Santos

Coordenação:   Niane Aparecida Oliveira Rosa

Secretária: Janete Nunes 

            

Endereço:

Rua: 14  

Bairro:  Nova Esperança

Telefone:  3023-3997

CEP: 

 E-mail: emrebnovaesperanca@hotmail.com

 

EMREB NOVO RENASCER 

Endereço: Comunidade Rural Rio dos Couros ( Fazenda Velha )  25 km após o Bairro Pedra 90, Cuiabá, em direção a Chapada dos Guimarães.

Equipe Gestora

Diretora: Selma Lopes Cerqueira

Coordenadora: Hermano Pereira da Silva

Secretária: Suzane Aparecida de Oliveira Lima

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Confira também nesta seção:

29.01.14 00h00 » 

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá