Quinta, 07 de dezembro de 2017, 08h58
A- |  A+

Controladoria / FESTIVIDADE

Musicais e peças teatrais marcam encerramento do Um por Todos e Todos por Um

Durante o evento foram tratados temas como o comportamento dos seres humanos no convívio em sociedade


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

Em uma manhã repleta de alegria e aprendizado, sob o tema ‘ética e cidadania’, os alunos das escolas da rede municipal de ensino da Capital encantaram o público com apresentações musicais, teatrais e jograis, no evento que marcou o encerramento das atividades do programa ‘Um por Todos e Todos por Um’ deste ano, desenvolvido pela Controladoria Geral em parceria com Secretaria de Educação do Município. O evento aconteceu na manhã da ultima quarta-feira (6) e abordou nas apresentações assuntos que trataram o comportamento dos seres humanos um com os outros no convívio em sociedade, buscando um mundo mais igualitário.

Muito feliz com o resultado alcançando pelos alunos, que demostraram uma grande conscientização do tema e a importância dele para o crescimento pessoal de cada ser, o controlador-geral, Marcus Brito, externou a gratidão a todos os envolvidos na ação.

 “É uma grata surpresa tudo que assisti hoje aqui. As apresentações mostraram que os alunos captaram a essência do projeto. Sentimos a ligação que construíram entre o conteúdo com a educação, sociedade. Isso tudo comprova que alcançamos o objetivo do programa, que é a compreensão da ética, cidadania, cuidado com meio ambiente, convivência com os diferentes tipos de pessoas. Sabemos que mudanças são gradativas e precisamos continuar o trabalho, plantando uma ‘sementinha’  todos os dias na vida de cada criança e transformá-las em seres disseminadores de tudo isso pelo mundo. Parabéns a todos os mestres que estão realizando essa transformação”, expressou Marcus.

Representando o secretário de Educação, o chefe de gabinete Fábio Sales, destacou a grande aceitação do programa dentro das unidades e o impacto dessa ascendência no quadro escolar de cada aluno. “A metodologia não faz parte do plano educacional. Ela é um complemento, por isso o gestor educacional não tem a obrigação da adesão. Porém, observamos que esta aderência só vem crescendo. Estamos diante de um grande salto na educação, mudanças de hábitos, que trazem uma nova realidade à vida das nossas crianças e adolescentes, que automaticamente reflexiona nas nossas”, frisou Fábio, que agradeceu o empenho de todos em nome do secretário de Educação, Rafael de Oliveira.

Com apresentação de alunos de 14 escolas, a festividade foi marcada por muita emoção. Eles dedilharam histórias que entoaram as sensações vividas no dia a dia da população, como preconceito, corrupção, acessibilidade. Dona de uma bela voz, a aluna do 5º ano da Escola Guilhermina Figueiredo, Letícia Vitória, de 10 anos, cativou a plateia com a apresentação musical do Hino da Cidadania. Letícia contou que desde que começou participar das atividades do programa, seu comportamento melhorou e isso refletiu no convívio com colegas, familiares. “Eu era desobediente e percebi que precisava mudar para alcançar uma vida melhor. Além disso, eu levo tudo que aprendo para outras pessoas. Também percebi as mudanças dos meus amigos, que antes eram preconceituosos e hoje vivem em harmonia com todos. Estou muito feliz”, disse a estudante.

Instituído pela Controladoria Geral da União (CGU) em 2008, o programa esta sendo desenvolvido na rede de ensino municipal há quatro anos. Os valores aplicados na confecção dos materiais didáticos do programa são oriundos do montante apreendido na Operação Ararath. Destes quatro anos, a adesão do programa alcançou quase 5 mil alunos, com 54 unidades participantes,  triplicando o número de 2014, quando o município registrou 1750 alunos, de 24 unidades.

Estava presente no evento também a superintendente da Controladoria Geral da União (CGU), Karina Jacob. 

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Galeria de Fotos:

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá