A- |  A+

Prazo para alistamento militar termina nesta sexta-feira, dia 29


Foto: Divulgação

Clique para ampliar

O prazo para o alistamento militar obrigatório termina nesta sexta-feira, dia 29 de abril. Todo jovem do sexo masculino, que completou ou irá completar 18 anos este ano, é obrigado a se alistar (mulheres são dispensadas do serviço). O alistamento deve ser feito na Junta de Serviço Militar (JSM), que no caso de Cuiabá está funcionando na sede da Câmara Municipal de Vereadores.

A JSM é um órgão da Prefeitura Municipal e o prefeito da capital, Francisco Galindo, é o presidente da Junta de Cuiabá. É responsabilidade da Prefeitura a instalação, manutenção e funcionamento da JSM. O prefeito nomeia um servidor municipal, de reconhecida idoneidade moral, para ser o secretário e principal executivo da Junta. A secretária representante da Prefeitura de Cuiabá é a servidora Ana Roselma Arruda. A JSM é subordinada a Prefeitura, mas atua sob a orientação técnica do Exército.

O período para o alistamento teve início no dia 02 de janeiro, mas a maioria dos jovens só procurou a Junta de Serviço Militar na última semana. Os servidores da JSM estão atendendo uma média de 300 jovens por dia. Para ter condições de procurar a JSM, o alistando tem o direito do abono das faltas em virtude do comparecimento à Junta de Serviço Militar (JSM). Para tanto, deve solicitar ao responsável da Seção de Serviço Militar uma declaração/atestado de comparecimento

O tenente Amaro Soares Bezerra, responsável pela Junta de Serviço Militar de Cuiabá, explica que, a expectativa é alistar sete mil jovens apenas na capital. “Após o alistamento, de julho a outubro, serão realizados os testes de seleção, quando são escolhidos os jovens que serão incorporados ou matriculados ao Serviço Militar”.

Em Cuiabá, são aproximadamente 650 vagas. Os jovens selecionados serão encaminhados para uma das unidades do Exército Brasileiro na capital: 44º Batalhão de Infantaria Motorizada, 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, 9º BEC (Batalhão de Engenharia de Construção) e o NPOR (Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva). Os selecionados servirão o Exército no ano de 2012. Os não selecionados recebem o certificado de dispensa de incorporação.

Por ser um serviço obrigatório, os jovens que não fizerem o alistamento sofrem uma série de restrições, como não poderem prestar concurso público, não fazer o título eleitoral (e portando não ser autorizado ao votar), tirar passaporte ou ser matriculado em universidade pública.

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá