Quarta, 18 de março de 2020, 12h38
A- |  A+

Saúde / INFORME-SE

Gerente de Vigilância responde dúvidas sobre transmissão e prevenção ao Coronavírus

A informação é um importante aliado para evitar a disseminação do vírus


Divulgação

Clique para ampliar

A Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, conversou na manhã desta quarta-feira (18), com a gerente de Vigilância em Doenças e Agravos Transmissíveis do Município, Flavia Guimarães, para desmistificar a situação do Coronavírus na Capital e auxiliar a população, com transparência e responsabilidade, na identificação das formas de transmissão e prevenção ao vírus. A Prefeitura de Cuiabá já vem adotando uma série de medidas para evitar a disseminação do vírus. Na segunda-feira, por meio do Decreto 7.839/2020, o Executivo Municipal criou o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus  e já determinou a suspensão de eventos de qualquer natureza que exijam licença do poder público, com aglomerações superior a 100 pessoas em locais abertos e acima de 50 em locais fechados e também a suspensão das atividades dos Centros de Convivência de Idosos - CCIs, por um prazo de 30 dias prorrogáveis por igual período e ainda a prerrogativa de exercer as funções em sistema ‘home office’ para os servidores que forem considerados casos suspeitos  ou confirmados para a doença. Na noite de terça-feira (17), o prefeito Emanuel Pinheiro determinou à suspensão das aulas na rede pública municipal no período de 23 de março a 5 de abril, mas anunciou que estuda medidas que possam suprir a alimentação de cerca de dez mil estudantes em situação de extrema vulnerabilidade social. 

 

Confira abaixo entrevista:

 

 1 - Vitamina C ajuda na recuperação de quem está com sintomas suspeitos de Coronavírus?

F: Vitamina C ajuda a aumentar a imunidade relacionada a qualquer doença, não especificamente ao Coronavírus.

 

 2 – Quando e quem deve utilizar máscara?

F: A pessoa que esteja com sintomas e profissionais da saúde devem utilizar máscara. É preciso lembrar que utilizar a máscara de forma indiscriminada vai fazer com que o material falte para quem precisa realmente.

 

3 - Se eu apertar a mão de alguém gripado, eu fico doente?

F: Você não fica doente, necessariamente, mas pode ficar. Caso a pessoa tenha espirrado nas mãos, por exemplo, aumenta suas chances de contato com o vírus ao cumprimentá-la. Então é preferível não apertar as mãos de quem está com sintomas gripais e manter distância mínima.

 

4 - Sobre a distância mínima. Eu trabalho com o público, eu devo ficar a que distância das pessoas com e/ou sem sintomas?

F: A distância segura é mais de um metro, então temos que manter distância mínima de um metro.

 

 

5 - Posso deixar meu filho brincar na rua?

F: Não pode deixar seu filho brincar na rua, principalmente porque não sabemos se ele está em contato com outra criança que esteja apresentando sintomas do vírus. Este é um momento de precaução e de todo mundo ficar dentro de casa e evitar contato com outras pessoas.

 

6 - Se eu não encontrar álcool em gel, o que eu posso usar para realizar a higienização?

F: A recomendação é lavar as mãos com água e sabão, primeiramente, mesmo que você tenha o álcool em gel.

 

7 - O que é transmissão comunitária?

F: Transmissão comunitária é quando o vírus está circulando na população em conjunto com outros vírus. É quando já se sabe que o vírus está circulando, como está acontecendo agora, pois a transmissão não está mais vinculada a pessoas que viajaram para o exterior, já se sabe que o vírus está circulando na comunidade.

 

 

8 - Estou com febre e nariz escorrendo, o que eu devo fazer?

F: Se você estiver com uma febre baixa e nariz escorrendo, fique em casa, repouse e fique tranquilo.

 

9 - Onde é feito o exame do COVID-19?

F: Caso você tenha uma gravidade, ou seja, apresente febre alta, falta de ar e necessidade de internação, então será feito o exame do COVID. Ele é coletado nas unidades de saúde e encaminhado ao Governo do Estado, que então encaminha para o Ministério da Saúde para que a análise seja realizada. Cuiabá não analisa o exame do COVID. A rede SUS não analisa.

 

10 - Quanto tempo leva para ter a confirmação do exame que detecta o vírus?

F: Por enquanto estamos com retorno da resposta em sete dias. Na próxima semana, o Estado iniciará a realização do exame em Cuiabá, a partir de então é possível que este tempo de espera pelo resultado diminua.

 

Veja a íntegra do Decreto logo abaixo:

 

O CORONAVÍRUS

Pertencentes a uma grande família viral, o coronavírus que é conhecido desde meados de 1960 reapareceu na China em dezembro de 2019. Embora na maioria dos casos as complicações sejam consideradas leves e moderadas pela semelhança com resfriado, alguns podem causar doenças graves com impacto importante na saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012.

As investigações sobre transmissão do novo coronavírus ainda estão em andamento, mas a disseminação entre pessoas (contaminação por contato) está ocorrendo podendo ser pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

· Gotículas de saliva;

· Espirro;

· Tosse;

· Catarro;

· Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;

· Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os quadros respiratórios como resfriados, gripes e pneumonias são causados por diversos microorganismos. Assim que os primeiros sintomas respiratórios surgirem, é fundamental procurar ajuda médica imediata para confirmar diagnóstico e iniciar o tratamento. São eles:

 · Febre.

 · Tosse.

· Dificuldade para respirar.

CUIDADOS:

 O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

· Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

 · Realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;

· Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

· Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir e higienizar as mãos após;

· Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

· Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

· Manter os ambientes bem ventilados;

· Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;

· Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Diante dessa preocupante situação, a Prefeitura Municipal de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde tem adotado as seguintes condutas técnicas:

· Participação em web e vídeo conferências promovidas pelo Ministério da Saúde;

· Acompanhamento da situação por meio dos boletins epidemiológicos emitidos pelo Ministério da Saúde (MS)/Organização Mundial da Saúde(OMS)

· Participação em encontros técnicos multissetoriais para definir ações e estratégias de ação em consonância com as instruções do Ministério da Saúde/OMS;

· Organização da rede de assistência e acompanhamento do paciente;

· Estabelecimento de Hospital-Referência para suporte inicial;

· Elaboração e divulgação de material informativo para a população e profissionais de saúde;

· Elaboração e divulgação de material técnico para profissionais de saúde;

· Levantamento de necessidades emergenciais para atendimento de qualidade em caso de suspeitos em nosso município;

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá