Segunda, 17 de fevereiro de 2020, 12h33
A- |  A+

Saúde / PREVENÇÃO

‘DIA D’ contra o Sarampo em Cuiabá registra recorde em atendimento

Além da vacinação ao público de 05 a 19 anos, a rede SUS atualizou o calendário vacinal das demais doses


Gustavo Duarte

Clique para ampliar

Os 95 pontos de vacinação de Cuiabá, incluindo os instalados na zona rural, registraram atendimentos recordes no ‘Dia D contra o Sarampo’ realizado no sábado (15).  Nesta edição da Campanha nacional, onde o público alvo (dos 05 aos 19 anos) foi definido com base nas idades pontuadas pelos boletins epidemiológicos como mais susceptíveis a desenvolverem a forma grave da doença, podendo inclusive levar à morte, a Secretaria Municipal de Saúde - SMS estima que apenas neste sábado, mais de duas mil pessoas foram vacinadas contra o Sarampo.

De acordo com a diretora de Atenção Básica, Miriam Naschenveng  as equipes de todas as unidades de Saúde, também aproveitaram a presença maciça da população para orientar e atualizar o cartão de vacina com relação às demais doses de rotina o que pode ter ultrapassado mais de mil doses subdivididas entre Hepatite B, Anti-tetânica, Febre Amarela e HPV.

“Há muito tempo não registrávamos um 'Dia D' tão produtivo. Embora não tenhamos fechado o relatório com o quantitativo final, já estimamos que mais de 3 mil doses foram aplicadas no sábado. Do total aproximado, mais de 2 mil delas foram de triplice viral, que além de proteger o organismo contra os vírus do Sarampo, também imuniza contra a Caxumba e Rubéola. As demais doses foram de atualização do calendário de rotina. Um número que animou muito toda a nossa rede SUS que prima pelo cuidado a Saúde dos pacientes, principalmente por meio da prevenção às doenças”,explicou a diretora.

De acordo com a Responsável Técnica da imunização, Sandra Horn a procura significativa pode estar ligada ao medo da epidemia do novo Coronavírus. “Infelizmente estamos enfrentando um descrédito por parte da população no tange as vacinas. Isso por conta das mais diversas fake news que atualmente cercam o SUS em todo o Brasil. Por esta razão, embora acreditamos que esse fluxo esteja diretamente ligado ao medo do Coronavírus, recebemos com alegria essa procura porque ela significa mais proteção ao Sarampo que é, segundo o próprio ministro da Saúde, Luiz Mandetta mais contagioso e letal que o Coronavírus - onde uma pessoa contaminada pelo Sarampo pode sozinha, transmitir para outras 18”, finalizou Horn.

SARAMPO

Já considerado erradicado no Brasil desde 2016, o Sarampo voltou a ser notificado devido à baixa cobertura vacinal. Sarampo é uma doença altamente contagiosa causada pelo vírus (Measles morbillivirus). Os sinais e sintomas iniciais geralmente incluem febre, muitas vezes superior a 40 ºC, tosse, corrimento nasal e olhos inflamados. Dois ou três dias depois do início dos sintomas formam-se no interior da boca pequenos pontos brancos, denominados sinais de Koplik. Entre três a cinco dias depois do início dos sintomas aparece uma mancha vermelha e plana que geralmente tem início na face e daí se espalha para o resto do corpo.

Os sintomas começam-se a manifestar entre dez e doze dias depois do contágio e duram entre sete a dez dias. Em cerca de 30% dos casos ocorrem complicações, as quais podem incluir, entre outras, diarréia, cegueira, inflamação do cérebro e pneumonia. A rubéola e a roséola, apesar de causarem sintomas semelhantes aos do sarampo, são causadas por vírus diferentes e apresentam características distintas.

O sarampo transmite-se facilmente por via aérea através da tosse e espirros de uma pessoa infetada. Pode também ser transmitida pelo contato com a saliva ou secreções nasais. Nove em cada dez pessoas que não estão imunizadas e partilham um espaço com uma pessoa infetada contraem a doença. As pessoas infetadas podem infetar outras pessoas desde quatro dias antes até quatro dias depois do aparecimento da mancha vermelha. As pessoas geralmente só contraem a doença uma única vez na vida. A vacina contra o sarampo é eficaz na prevenção da doença, diminuindo em 75% o número de mortes. 

                                                                              

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Galeria de Fotos:

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá