A- |  A+

Prefeito

Cuiabá vai se preparar para receber investimentos, diz Mauro Mendes


Tchélo Figueiredo

Clique para ampliar


A Prefeitura de Cuiabá começará ainda esta semana estudos para melhorar os modais de transporte público da cidade, sobretudo no que diz respeito a integração e qualidade dos serviços. A informação é do prefeito Mauro Mendes, que pretende inserir Cuiabá no plano de investimentos de R$ 50 bilhões anunciados nesta segunda-feira (24) pelo governo federal.

 

Mauro Mendes e o governador Silval Barbosa participaram da reunião com a presidente Dilma Rousseff, ocasião em que ela apresentou a proposta de cinco pactos voltados à educação, saúde, transporte público, responsabilidade fiscal e a realização de um plebiscito popular por uma nova constituinte sobre a reforma política.

 

A reunião com 27 governadores e 26 prefeitos das capitais brasileiras foi convocada como forma de resposta à série de manifestações que levaram milhares às ruas em protesto contra aspectos da conjuntura política, econômica e a qualidade dos serviços públicos. Em Cuiabá, cerca de 50 mil pessoas se manifestaram.

 

“Vamos acompanhar de perto quais serão na prática os efeitos do anúncio feito hoje, e de que forma Cuiabá pode tirar proveito”, disse Mauro Mendes. Segundo ele, no caso da área de transportes deve haver recursos na forma de empréstimos e também a fundo perdido.

 

Durante o encontro, Mauro Mendes também levou propostas para a melhoria da saúde em Cuiabá. “Defendemos a melhoria da qualidade das estruturas que temos hoje e, é claro, a construção do novo pronto-socorro”, afirmou.

 

Educação

 

De acordo com Dilma Rousseff, o governo fará novos investimentos na educação, sendo que ela pretende aplicar 100% dos royalties do petróleo e 50% do pré-sal brasileiro no setor.

 

Saúde

 

A presidenta propôs a aceleração de investimentos na saúde e também o envio de médicos às regiões mais necessitadas. Segundo ela, a contratação de médicos estrangeiros será feita apenas em caso de não haver outra possibilidade.

 

Transporte Público

 

Apontado como a causa inicial dos protestos pelo país, Dilma Rousseff propõe um salto de qualidade no setor. Ela destacou o fim da cobrança do PIS-Cofins que reincidiam na passagem de ônibus e que, consequentemente, reduziu as tarifas em várias cidades brasileiras.

 

Ela também anunciou a destinação de mais de R$ 50 bilhões para novos investimentos em obras de mobilidade urbana.

 

Responsabilidade Fiscal

 

Dilma Rousseff afirma que medidas serão tomadas para que o país tenha mais controle sobre os gastos públicos e combate à inflação.

 

De acordo com ela, o pacto pela preservação dos fundamentos da economia "é uma dimensão especialmente importante no momento atual, quando a prolongada crise econômica mundial ainda castiga as nações

 

Reforma Política

 

A presidente sugeriu um plebiscito para que a população seja consultada sobre a criação de uma nova constituinte que realizará uma reforma política no Brasil. Outra proposta seria transformar a corrupção em crime hediondo, com “punições severas”.


Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá