Quarta, 13 de maio de 2020, 16h13
A- |  A+

Mulher / PRIMEIRAS AÇÕES

Secretária da Mulher visita espaço de acolhimento à vítima de violência no HMC

O novo espaço foi pedido feito pela Maria da Penha em visita à Cuiabá no ano de 2019


A secretária municipal da Mulher, Luciana Zamproni, iniciou seus trabalhos à frente da inédita pasta, nesta quarta-feira (13), com a vistoria ao futuro espaço, dentro do Hospital Municipal de Cuiabá  (HMC), que será destinado ao acolhimento de vítimas de violência doméstica. A sala denominada Espaço de Acolhimento da Mulher foi um pedido da ativista Maria da Penha à primeira-dama Márcia Pinheiro durante o evento realizado sobre os 13 anos da Lei nº 11.340, em 2019, aqui na Capital.

Nesse primeiro momento, a titular da pasta teve a intenção de conhecer ‘in loco’ as dependências físicas e começar a estudar, junto à equipe, as formas estratégicas de acolhimento, além da inauguração do espaço que será um importante ‘braço’ no trabalho contra à violência doméstica dentre outros.

A intenção é prestar atendimentos às mulheres de uma forma especializada para determinados fins, de acordo com os encaminhamentos providos da equipe multiprofissionais.  “Nós iremos utilizar o espaço para além do acolhimento às mulheres vítimas de agressão. São mulheres que estiverem no ambulatório, que precisam amamentar seus filhos e outras que precisarem de algum atendimento direcionado por meio de psicólogos, assistente social e outros”, elencou.

Ainda de acordo com Zamproni, estar à frente da inédita secretaria complementará o trabalho da gestão Emanuel Pinheiro que já vem sendo desempenhado em prol das mulheres cuiabanas, os quais têm a primeira-dama Márcia Pinheiro como principal articuladora na área e idealizadora de programas.

Entre os principais objetivos será criar mecanismos e formas para às mulheres cuiabanas tenham maior acesso às informações e aos canais de denúncia para combater melhor a violência doméstica e familiar.

“Houve um aumento de 58% nos casos das mulheres vítimas de violência doméstica, mas elas não estão fazendo a denúncia porque estão no isolamento social e não podem sair de casa. Elas são controladas pelo marido. Temos que cuidar dessas mulheres, temos que nos atentar a isso “, reforçou.

O programa Qualifica 300 que tem ofertado oportunidade de capacitação profissional para mais de 4 mil mulheres e tem sido a maior política pública a nível municipal voltada à mulher está entre as prioridades, além Nova Casa de Amparo e demais ações pensadas em paralelo com a Assistência Social de Cuiabá.

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Galeria de Fotos:

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá