Segunda, 13 de abril de 2020, 17h10
A- |  A+

Mobilidade Urbana / FISCALIZAÇÃO

Semob mantém controle do acesso dos usuários do transporte coletivo

A equipe é formada por 79 agentes de trânsito e transportes


José Ferreira

Clique para ampliar

A Secretaria de Mobilidade Urbana informa que a ação de fiscalização do transporte coletivo continua até o dia 10 de maio em cumprimento ao Decreto 7868/2020, que estipula  medidas de enfrentamento ao Coronavírus. A Prefeitura trabalha para que a determinação de que 10% da frota seja destinada, exclusivamente, a servidores e funcionários da área da saúde, e 20% para os demais trabalhadores dos serviços essenciais, seja cumprida. Seguindo o Decreto, a medida terá validade até o dia 10 de maio.

“Vivenciamos um momento de insegurança, com a projeção do pico de disseminação para o período de 10 de abril a 10 de maio, e por isso medidas drásticas são tão necessárias. Eu peço que a população nos ajude, que tenha a compreensão de que é preciso um trabalho em conjunto. Cada cidadão deve fazer sua parte”, pediu o prefeito Emanuel Pinheiro.

Conforme levantamento feito nesta segunda-feira (13), a média está sendo mantida como nas semanas anteriores, 30 mil usuários transportados, ou seja, menos de 20% de lotação se comparado a utilização em tempos normais. “Sabemos que as medidas que estão sendo adotadas nesse momento de pandemia são bem duras. Muitas pessoas ainda duvidam da importância do isolamento social e insistem sair de casa, sem muitas vezes ser de extrema necessidade. No entanto, nós, enquanto agentes públicos, temos como dever e missão respeitar e cumprir com as determinações”, disse o diretor de Transportes da Semob, Nicolau Budib.

A equipe é formada por 79 agentes de trânsito e transportes que estão atuando na linha de frente, para controlar o acesso dos usuários, principalmente nos horários de pico. Cada equipe fica nos pontos principais da cidade, a fim de evitar a superlotação dos veículos e priorizar a entrada dos profissionais da Saúde e dos serviços considerados como essenciais.

São 90 veículos em circulação, ou seja, 30% da frota total existente. Desse montante, 10%, estão sendo destinados exclusivamente para atender a demanda dos profissionais da área da Saúde, tanto da rede pública como privada. Seguindo o decreto 7868/2020, e 20% serve unicamente para atender trabalhadores dos serviços essenciais.

De acordo com o diretor, a estimativa calculada no início da ação de controle para evitar a proliferação do Covid-19, sendo os ônibus, ambientes propagadores do vírus, está sendo mantida. Em tempos normais, ponderou Nicolau, tendo como exemplo o mesmo período do ano passado, nas segundas-feiras, a média de pessoas transportadas é de 240 mil usuários. “A Prefeitura de Cuiabá está trabalhando para manter a saúde, a segurança e a vida da população”, concluiu Nicolau.

 

 

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá