Quinta, 14 de maio de 2020, 09h55
A- |  A+

Assistência Social e Desenvolvimento Humano / AÇÃO PERMANENTE

Vinte e três pessoas são acolhidas durante ação emergencial da Prefeitura

Orientações sobre a importância do isolamento social foram repassadas para população em situação de rua


Vicente Aquino

Clique para ampliar

Mais uma ação emergencial realizada na terça-feira (13) pela equipe do serviço de abordagem social da Secretaria Municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência resultou no acolhimento de 23 pessoas em situação de rua aqui da Capital que foram encaminhadas para as três Unidades dos Albergues Municipais e para o Hotel Albergue.

Conforme levantamento repassado pela equipe de abordagem, desse montante, 13 pessoas foram encaminhadas para o Hotel Albergue e 04 para o Albergue Manoel Miraglia. “Vale aqui ressaltar que as ações de acolhimento emergencial da população em situação de rua nesse momento de enfrentamento ao Covid-19 vem sendo realizada diuturnamente pelas equipes dos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) da Capital”, disse a secretária municipal de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência, Hellen Ferreira.

Na oportunidade, a secretária fez questão de pontuar conseguir encaminhá-los para uma de nossas unidades e fazer que elas entendam e percebam a importância do isolamento social nesse momento de enfrentamento ao novo Coronavírus. “Quero aqui esclarecer que, muito mais que o aceite da pessoa em situação rua é conseguir fazer com que ela permaneça em uma de nossas unidades de acolhimento. Todos os dias ocorrem desligamentos voluntários devido a dificuldade de permanecer em isolamento social, por isso o número muda de um dia para o outro conforme as ações de acolhimento e desligamento”, esclareceu Ferreira.

Durante as abordagens, orientações sobre a importância do isolamento social foram repassadas para a população em situação de rua. De acordo com a coordenadora de Proteção Social Especial, Maggie Carolina Maidana, a grande maioria das pessoas acolhidas é do  sexo masculino e estão na fase adulta. Foram repassadas instruções sobre o auxílio de R$ 600 repassado pelo Governo Federal, bem como, além de informações sobre documentações pessoais.

Os locais percorridos foram às regiões de grande concentração desse público, como a Beco do Candeeiro e Morro da Luz.  “Esse trabalho de sensibilização é permanente. É meta do nosso prefeito Emanuel Pinheiro e da nossa primeira-dama Márcia Pinheiro oferecer acolhimento para o maior número possível de pessoas em risco de vulnerabilidade social. Sabemos que muito ainda são resistentes, mas esse trabalho contínuo, aos poucos vai alcançando os resultados por nós esperados”, declarou a secretária.

O “Hotel Albergue” abriga hoje 77 pessoas em situação de rua, sendo a maioria das vagas ocupadas por homens. Já nos Albergues Municipais estão 125 pessoas abrigadas, sendo 42 no Albergue Manoel Miráglia, 36 no Albergue do Porto e 47 no Albergue da Guia. Cada unidade tem capacidade de atendimento de até 50 pessoas.

A distribuição das vagas é feita de acordo com o perfil de cada um. Nos albergues municipais, são para pessoas em trânsito ou que vieram para Cuiabá e não conseguem voltar de imediato.

Já no “Hotel Albergue” são para aquelas pessoas que já estão há algum tempo em lugares de grande concentração desse público, como o Morro da Luz, Praça do Porto, Rodoviária e Beco do Candeeiro. 

Enviar Matéria Imprimir Voltar

Praça Alencastro, nº 158 - Centro

CEP: 78005-906

Telefone:(65) 3645-6263/6039 (Recepção)

© 2017 - Todos os direitos reservados - Prefeitura de Cuiabá